O que é Alta Costura?

Artigo assinado pelo Publisher do MONDO MODA Jorge Marcelo Oliveira
Jorge Marcelo Oliveira - Perfil - Agosto 2014
Jorge Marcelo Oliveira @ Acervo Pessoal

Quando ganhou o Oscar 2015 como Melhor Atriz, Julianne Moore vestiu um Chanel Couture que demorou 927 horas para ser criado. Produzido especialmente para a atriz, ele é um tomara que caia branco de organza, crepe de seda e bustiê embutido. Bordado manualmente com 80 mil paetês de resina pintada e flores de organza, tule e paetês nos tons de preto, marfim e bege, ele foi feito pelas mãos de 27 profissionais altamente qualificados. Isto se chama Alta-Costura, ou Haute-Couture, no original francês. Mas… O que é Alta-Costura?

Oscar 2015 Julianne Moore veste Chanel @ Getty1
Oscar 2015 Julianne Moore (Para Sempre Alice) veste Chanel @ Getty
Vamos lá: é uma roupa feita para sonhar para um mundo exclusivo de privilegiados que podem pagar de U$ 10 mil numa coisinha básica ou modelos luxuosos com pedras preciosas na casa dos milhões de dólares. Alta-Costura é uma marca registrada, que somente pode ser utilizada por estilistas que integram o Chambre Syndicale de la Haute Couture, criado em 1968 e ainda designados pelo Ministério da Indústria da França. É um protegido legalmente e controlado. Quem o utiliza de forma incorreta pode sofrer processo.
Valentino Inverno 2015 Alta Costura (39)
Valentino Alta Costura – Inverno 2013 @ Getty
Para integrar este restrito universo, é necessário seguir algumas regras, como o estilista precisa ser “indicado” por colegas que já integram o grupo; ter um ateliê em Paris, com um staff em tempo integral com, pelo menos, 15 pessoas; fazer peças sob encomenda com ao menos uma prova e apresentar suas coleções publicamente duas vezes ao ano (Inverno e Verão) com, ao menos, 35 anos looks para dia e noite. Além disto, esperar um período de cinco anos para ter seu nome oficializado como “criador de Alta-Costura”. Depois disto, ainda, a casa de criação é avaliada anualmente pelo Presidente de Honra do Chambre Syndicale, Jacques Mouclier. Quem não estiver de acordo, é ‘convidado’ a sair.
Alta Costura tem a ver com a técnica e não com o preço. É um segmento com poucos clientes e que não rende lucros para as empresas. É uma vitrine de posicionamento de marketing para vender subprodutos, como sapatos, bolsas, óculos, perfumes, cintos, etc. Ou seja, para vender um ‘lifestyle’.
Christian Dior Couture Verão 2015 @ Agência Fotosite (18)
Christian Dior Couture Verão 2015 @ Agência Fotosite
Hoje, quatro mil consumidoras globais compram Couture. Chamadas de ‘colecionadoras’, são herdeiras de famílias milionárias, jovens esposas de bilionários russos do mercado imobiliário ou de sheiks e empresárias da área de tecnologia, jovens, maduras e muito bem remuneradas. Segundo o Atelier Versace, brasileiras encomendam pela internet e depois vão para a Itália para fazer as provas de roupa.
Em 1946, 106 grifes se apresentavam. No calendário atual, são 22 casas, como Armani Privé, Chanel, Christian Dior, Atelier Versace, Elie Saab, Jean Paul Gaultier, Valentino, Giambattista Valli, entre outros.
Giambattista Valli Couture Verão 2015 @ Agência Fotosite (8)
Giambattista Valli Couture Verão 2015 @ Agência Fotosite
Peças de Alta-Costura são produzidas em dois ou três únicos modelos. São obras de arte, confeccionadas à mão nas Maison. Os vestidos são delicados, feitos por mãos extremamente qualificadas. São profissionais meticulosos, com muita paciência, pois sabem que, no caso, de não ficarem perfeitos, os modelos são desmanchados e refeitos. Segundo a chefe de costureiras de Chanel: “nesta profissão, quem não for apaixonado pelo o que faz, não realiza coisas belas”.
Finalizando, Alta-Costura é feita exclusivamente em Paris, seguindo as regras do Chambre Syndicale de la Haute Couture. Em nenhum lugar do mundo e muito menos nos Jardins, Cambuí, Nova Campinas ou na Rua José Paulino, o que é feito é poderia se chamar Alta Costura. No máximo, roupa sob medida ou um Prêt-à-Porter de luxo, em alguns casos específicos.

 

 

 

5 comentários

  1. O mais triste de tudo isso e quando vemos aqui na nossa cidade e em outras tb, claro, essa gente que coloca em suas placas (reais ou virtuais) “XXXXXX alta costura”! Sempre que vejo isso tenho vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo! Adorei esse toque cultural, o povo tem que entender certas coisas! BRAVO Marcelo!

Os comentários estão fechados.