Observações sobre a Mostra Black 2013

A terceira edição da Mostra Black 2013 terminou no dia 09 de julho. Diferente dos dois últimos anos o qual o evento foi sediado em duas residências fantásticas, sendo a primeira em estilo neoclássico e a seguinte modernista, este ano surpreendeu ao ocupar cinco andares de uma das torres do complexo WTorre Plaza, no qual se insere o luxuoso JK Iguatemi e pelo qual se acessava a mostra.
O diferencial da Mostra Black é não ter um tema e, sim, possibilitar as expressões individuais dos profissionais participantes. Ela também passa longe de ser uma mostra “comercial” para trazer ao público um lifestyle, o qual se valoriza a arte, o design e a visão conceitual e criativa de arquitetos, decoradores, designers de interiores e paisagistas. Além disso, grande parte deles pôde tirar partido da vista privilegiada recortada nos amplos painéis de vidro onde se enxergava além do skyline, o Jóquei Clube, o Parque do Povo e a Marginal Pinheiros, estava de tirar o fôlego.
Sendo os profissionais de renome e de reconhecimento pela excelência dos trabalhos realizados, fica muito difícil eleger os ambientes, pois os resultados são impecáveis tanto na composição de layout, na escolha e harmonização de tons e o que surpreende olhares mais atentos são as escolhas de objetos e obras para a ambientação. Apesar de ser uma mostra menor, para quem gosta (como no meu caso) de observar os detalhes, torna-se uma visita longa  e muito prazerosa, pois tudo é muito bem trabalhado.
Você acaba se identificando e se emocionando mais em alguns ambientes, mesmo em linguagens bem distintas.
Acredito que quando um conceito é bem apresentado, ele encanta, independentemente do estilo.
Sem ordem de preferência, três ambientes me marcaram nesta edição.
Mostra Black 2013 Débora Aguiar @ Foto Divulgação
Mostra Black 2013 Débora Aguiar @ Foto Divulgação
·         Débora Aguiar: a linguagem de projeto dela é reconhecível, ela consolidou um estilo que traduz sofisticação. Um ambiente leve, cores claras, elegantemente revestido nas paredes e teto com madeira clara, contrastando texturas e materiais tom sobre tom, pontuando em móveis e objetos cores mais profundas.
Mostra Black 2013 Guilherme Torres @ Foto Divulgação
Mostra Black 2013 Guilherme Torres @ Foto Divulgação
·         Guilherme Torres: acompanho e tenho o trabalho dele como referência. Surpreendeu-me positivamente a sobriedade da composição em tons bege e cinzas. Destaques: o forro ripado e piso inteiramente revestidos em bambu, o padrão geométrico tridimensional nas paredes criado pelo revestimento cerâmico, destacando ainda mais o desenho do mobiliário desenvolvido para o ambiente resultou em um espaço aconchegante e cosmopolita.
Mostra Black 2013 Marcelo Brito e Pedro Potaris @ Foto Divulgação
Mostra Black 2013 Marcelo Brito e Pedro Potaris @ Foto Divulgação
·         Marcelo Brito e Pedro Potaris: inesperado. Ao entrar no ambiente tocava Edith Piaf, instantaneamente minha mente “foi para outra dimensão”. Tecidos, texturas, cores, estilos, antiguidades, modernidades, arte. Uma mescla incrível, muito elegante e emocionante. Uma solução interessante foi revestirem as esquadrias de alumínio com veludo vinho para integrar os elementos existentes a esse ambiente cuidadosamente elaborado. Fique fã.
Mostra Black 2013 Gilberto Elkis @ Foto Divulgação
Mostra Black 2013 Gilberto Elkis @ Foto Divulgação
Para terminar o passeio, na cobertura estava reservado o espaço do restaurante com paisagismo incrível do Gilberto Elkis, sob comando do clássico paulistano Terraço Itália, que há 45 anos é referência gastronômica na capital.
Uma forma de experienciar a cidade nas alturas, tão longe e tão perto do caos, de uma outra perspectiva.
(Artigo colaborativo da Arquiteta e Designer de Interiores Ana Paula Barros)