Confira as releituras dos óculos usados em clássicos do cinema

Em artigo no MONDO MODA em fevereiro, o editor Jorge Marcelo Oliveira resgatou a história do relacionamento entre o Cinema e os Óculos solar, que começou há quase 100 anos. Ele citou filmes e atores que ajudaram a eternizar o acessório como objeto de desejo.
Confira as releituras dos modelos usados nos filmes ‘Bonequinha de Luxo’, ‘Amor à Queima-Roupas’, ‘Thelma & Louise’ e ‘O Exterminador do Futuro 2’.
Num dos filmes preferidos pelos fashionistas, ‘Bonequinha de Luxo’ já começa com a imagem de Audrey Hepburn eternizando os óculos solar ‘Manhattan’ da Oliver Goldsmith. Importante lembrar que frequentemente as pessoas erram ao aponta-los como Ray-Bans.
Os modelos são clássicos e continuam a ser produzidos pela marca britânica.
No clássico feminista de 1991, Susan Sarandon e Geena Davis resolvem seguir seus destinos sem a interverência masculina em ‘Thelma & Louise’. Susan, a personagem mais forte, usa Ray-Ban inspirado num modelo cat-eye marrom dos anos 60. Resultado: foi a volta triunfal da padronagem ‘tartaruga’, que dominou a década.
O modelo ganhou uma versão da marca Dita Von Teese ‘Tryst’.
Na aventura futurista ‘O Exterminador do Futuro 2: O Dia do Julgamento’, Linda Hamilton encarnou a ‘badass’ Sarah Connor usando camiseta regata preta, armas e os óculos aviador assinado pela Matsuda.
Gucci resgatou o modelo e lançou o ‘Optyl’.
Duas décadas antes de ser uma ‘Oscar Winner’, Patricia Arquette encarnou a vulgar Alabama, a namorada de Christian Slater no filme de Quentin Tarantino ‘Amor à Queima-Roupa’, de 1993. O óculos solar Wayfarer azul turquesa com lentes escuras garantiu seu visual ‘vagada’ e virou um hit.
Ele ganhou releitura pelo modelo ‘Lifeforce’ da Ray-Ban.