Exposição fotográfica de Ricardo Lima celebra o aniversário do Centro Empresarial Conceição

O repórter fotográfico Ricardo Lima apresenta a exposição Conceição de Coração que celebra os 20 anos do Centro Empresarial Conceição, na quarta-feira, 15 de julho, em Campinas.
Composta por 44 imagens, a mostra “Conceição de Coração” retrata Campinas vista do Centro Empresarial Conceição e o edifício avistado dos mais diversos pontos da cidade. Também mostra cenas do cotidiano do maior edifício comercial da cidade, pelo qual passam diariamente cerca de 3 mil pessoas por dia.
Com 42,2 mil metros quadrados de área construída e um total de 35 andares, o Centro Empresarial Conceição abriga 448 salas, além das lojas situadas no shopping do pavimento térreo. Dispõe ainda de 500 vagas de estacionamento e de um centro de convenções com capacidade para 373 pessoas. Um dos mais sólidos centros empresariais da cidade, foi pioneiro ao trazer para Campinas no início dos anos 1990 o conceito de reunir em um só local operações de serviço, lojas e espaços para empresas dos mais diversos setores.
“A exposição é uma homenagem do Centro Empresarial Conceição à cidade de Campinas e aos nossos condôminos em retribuição ao carinho que recebemos ao longo desses 20 anos. Queremos que essa mostra contribua para o acervo cultural campineiro, retratando sua imponência e beleza e despertando o olhar da população para a beleza do município”, afirma o síndico do empreendimento, Waldemar de Oliveira Ramos Junior.
A intenção é que as fotos fiquem em exposição de forma perene no edifício. Acompanhada de um projeto expositivo cuidadosamente elaborado, a mostra será composta de 36 fotos expostas em fine art e seis painéis “gigantes”, sendo que o maior deles, de 15 m X 2,5 m, cuja imagem é uma panorâmica da cidade de Campinas, ocupará a fachada do prédio, prometendo se tornar uma atração na região central.
Ricardo Lima conta que o processo de produção das imagens durou cerca de 30 dias, no qual foram clicadas mais de 5 mil fotos. “Utilizamos o topo de edifícios localizados no quatro pontos cardeais da cidade e nos valemos até de um drone para fazer as mais variadas fotos, tanto do centro empresarial como de Campinas e da Rua Conceição. Também mergulhamos no dia a dia do edifício, retratando seus personagens e peculiaridades”, explica Ricardo Lima. Entre os diversos personagens, ele cita o senhor José Antonio Alves, funcionário da Manutenção do CEC, que atua no local desde a obra de construção e foi clicado por Lima no topo do prédio que ajudou a erguer.
Os cliques foram feitos de pontos como o Balão do Castelo, Pedreira do Chapadão, rodovia Professor Zeferino Vaz (Tapetão) e avenida Francisco de Paula Souza. O resultado, acredita Lima, deverá surpreender os visitantes.
Além das imagens produzidas especificamente para a mostra, serão expostas fotos antigas dos acervos do Centro de Memória da Unicamp, Prefeitura Municipal de Campinas e dos fotógrafos Luiz Granzotto e V8.
Para incentivar a interatividade dos condôminos e vizinhos ao CEC, Ricardo Lima lançou uma campanha estimulando as pessoas a compartilharem imagens da Rua Conceição nas redes sociais utilizando a hashtag #conceicaodecoracao.
Sobre o repórter fotográfico
Graduado em Jornalismo pela PUC-Campinas, Ricardo Lima atua desde 1995 como repórter fotográfico, tendo integrado a equipe do jornal Folha de São Paulo, sucursal Campinas, e atuado em coberturas fotográficas para veículos diversos. Atua na diretoria da Arfoc (Associação dos Repórteres Fotográficos do Estado de São Paulo) e é diretor de Cultura do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau. Lima ainda teve seu trabalho exposto em diversas mostras, como na III Jornada Fotográfica Latinoamericana de Havana, em Cuba, no Memorial da América Latina, em São Paulo, e no Centro de Convivência Cultural de Campinas. É o idealizador do Festival Hercule Florence de Fotografia, que está na sua nona edição, além de ser membro fundador da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil (RPCFB).