Lilian Pacce lança livro sobre biquíni brasileiro em Campinas

Lilian Pacce lança o livro ‘O Biquini Made in Brazil’ na terça-feira, 08 de novembro, das 18h às 21h30, na Livraria da Vila, no Galleria Shopping. lilian-pacce-livro-o-biquini-made-in-brazil-divulgacao
Apesar de ser uma invenção francesa, de 1946, o biquíni brasileiro é o grande objeto de desejo das mulheres do mundo todo, reconhecido internacionalmente por sua qualidade. E foi essa constatação que levou Lilian a aprofundar seus estudos sobre o tema, numa pesquisa que durou mais de 10 anos.
O resultado é uma obra repleta de curiosidades, que, além de contar toda a trajetória da peça que completa 70 anos em 2016, valoriza a relação dos brasileiros com o traje, as mudanças de costumes e hábitos ao longo dessas décadas e pontua os principais fatos numa didática linha do tempo. Dos registros imagéticos da antiguidade, passando pela estética de nossos índios. Dos banhos de mar liberados pelo imperador à ousadia de Miriam Etz. Da moda da pele alva à febre dos bronzeadores. De Leila Diniz à supermodelo Gisele Bündchen. Do verão da tanga até a profissionalização das marcas de moda praia – tudo é mapeado pela autora.
Perpassando por eventos e personalidades como Mirian Etz, Carmen Miranda, Brigitte Bardot, Luiza Brunet, Gisele Bündchen, Carol Trentini, Ana Beatriz Barros, Carol Ribeiro, Lea T, Sabrina Sato, e muitas outras que ajudaram para a consolidação da nossa “marca” tropical, em 350 páginas, Lilian constrói uma narrativa singular permeada por imagens icônicas que ilustram momentos históricos, como o surgimento do topless nas areias de Ipanema e o frisson causado pela invenção do modelo fio-dental. E com a participação dos fotógrafos Antonio Guerreiro, Alair Gomes, Bob Wolfenson, Cássio Vasconcellos, Cláudia Guimarães, Cláudia Jaguaribe, Claudio Edinger, Daniel Klajmic, Evandro Teixeira, Fabio Bartelt, Gui Paganini, Jacques Dequeker, Klaus Mitteldorf, Miro, Murillo Meirelles, Michael Friedel, Philippe Kliot, Rafael Pavarotti e Zee Nunes. O projeto gráfico da publicação é assinado por Giovanni Bianco.