Artigo: O que é luxo?

Artigo assinado pelo Editor Chefe do MONDO MODA Jorge Marcelo Oliveira

Jorge Marcelo Oliveira @ Divulgação
Jorge Marcelo Oliveira @ Divulgação

Folheando uma revista, encontro uma matéria sobre luxo no qual é relacionada vestidos, relógios, óculos, joias, perfumes, carros, etc, que a jornalista entende como luxo. Ou seja, seu único trabalho foi detalhar restaurantes com três estrelas no Michelin, festas em Nova York, Paris ou Milão, carros esportivos de primeira geração, mansões em condomínios exclusivos, estádias em praias exclusivas, compras em leilões da Sotherby ou da Christie’s, vestidos de Alta Costura Chanel cravejado de pedras preciosas na casa de um milhão de dólares, bla-bla-bla… Ok! São produtos de um universo de poucos, mas, a verdadeira questão não foi respondida: O que é luxo?
Para mim, a melhor definição foi feita pelo consultor de gestão e inteligência estratégia de luxo Carlos Ferreirinha, dono da MCF Consultoria. Em maio de 2011, ele palestrou no Teatro do Parque Dom Pedro Shopping, dentro da programação do Bem na Moda – um dos principais eventos sobre o assunto, organizado pelas empresárias Silvia Quirós e Renata Podolsky.

Harry Winston - Colar de Diamantes e Esmeralda @ Divulgação
Harry Winston – Colar de Diamantes e Esmeralda @ Divulgação

Durante pouco mais de uma hora, Ferreirinha desconstruiu, desmitificou e desarmou a todos que esperavam qualquer coisa, tipo uma relação das grifes mais bacanas ou dos itens que despertam o desejo num universo de poucos. Nada disto.
Sua palestra começou posicionando o quanto a questão do luxo está presente em tudo o que consumimos. Desde o sabão em pó, passando pela pipoca de micro-ondas, no qual foi criado o termo ‘Premium’ para diferenciar produtos. É um atestado de excelência. acucar-uniao-premium
A questão foi se ampliando. Ele citou a Fiat, que pegou seu carro popular, o Fiat UNO, manteve o mesmo motor 1.0, mas mudou algumas questões da mecânica e acrescentou detalhes estético. ‘Vestiu-o’ com nova embalagem e ‘relançou’ o produto apostando em cores vibrantes e campanhas publicitárias com pegada atual. É o mesmo carro, mas com outra cara.


Outro exemplo foi um posto de combustível de Porto Alegre. Quando o cliente chega, surgem frentistas com bandejas com ‘café, chá e biscoitos’ para recepciona-lo. Ferreirinha garantiu que isto é o mercado de luxo. Não é o produto em sim, mas a forma como ele é apresentado. african-barbie
No final da palestra, Carlos Ferreirinha sugeriu uma dinâmica para ser feita antes de dormir. Colocar um par de chinelos Havaianas ao lado da cama, olhar e pensar: ‘Se ela conseguiu chegar onde está… Eu também posso!’.
Depois de tudo isto, ele responde a questão inicial: luxo é tudo aquilo que desejamos adquirir, mas não precisamos.