Globo de Ouro | Piores looks da história

Escolher o look correto na Temporada de Prêmios não é uma tarefa fácil. Precisa ter um excelente feeling para decifrar os humores fashion que regem aquele evento naquele momento. Um modelo que funciona no Emmy não rola no Grammy ou no VMA’s. São conceitos de festa muito diferentes (Dress Code é tudo!). Nesse momento, fundamental o papel de um Consultor de Estilo para explicar para a linda atriz em ascensão que não basta usar um Chanel para ficar chic. O Chanel precisa se comunicar com aquele tipo de tapete vermelho para não ficar ‘exagerado’, ‘pesado’, ‘antiquado’, ou ‘envelhece’.

No Globo de Ouro 2017, a cantora Carrie Underwood escolheu um polêmico modelo Iris Serban, que foi inspirado em pétalas de flores de uma paleta de cores da Lâncome. É um modelo com ruffles que lembra um bolo coberto de glacê dos anos 50. Resultado: sua escolha a colocou na lista Piores Looks da História do Globo de Ouro. 

Carrie Underwood (Iris Serban) no Globo de Ouro 2017 @ Getty
Carrie Underwood (Iris Serban) no Globo de Ouro 2017 @ Getty
Outra que garantiu seu lugar nesta lista foi a bonita estrela da série ‘Scandal’, Kerry Washington, que escolheu uma renda amarela com aplicações nas mangas e na altura da barriga da casa italiana Dolce & Gabbana. Se fosse há uns seis ou sete anos, momento da volta da ‘renda’, ele poderia até passar em branco. Mas… Quem aguenta renda em 2017? E, realmente, a transparência foi um erro, as mangas pareciam retiradas de um uniforme medieval, estava muito curto, a hot-paint preta… Pelo amor… 
Globo de Ouro 2017 Kerry Washington veste Dolce & Gabbana @ Getty1
Globo de Ouro 2017 Kerry Washington veste Dolce & Gabbana @ Getty1

Entenda: existem personalidades, como Cher, Bjork, Courtney Love ou Helena Bonham Carter, que fazem escolhas conscientes de andar ‘fora da curva’. São figuras que preferem manter sua atitude a se render ao óbvio. Sendo assim, constantemente estão nestas listas, mas, não tem graça falar mal de suas escolhas. Afinal, são ‘propositais’. 

Por outro lado, outras, como Nicole Kidman, Cate Blanchett, Gwyneth Paltrow, Julianne Moore ou Sarah Jessica Parker – fashionistas de plantão, salivam os críticos, que, não perdoam. São estrelas que fazem campanhas publicitárias, editoriais de moda e, em alguns casos, são amigas de estilistas. Desta forma, elas não são perdoadas. 

As tops

Globo de Ouro 2005 Paula Abdul
Globo de Ouro 2005 Paula Abdul
Globo de Ouro 2001 Bjork
Globo de Ouro 2001 Bjork
Globo de Ouro 2003 Lara Flynn Boyle (David Cardona)
Globo de Ouro 2003 Lara Flynn Boyle (David Cardona)
Globo de Ouro 2003 Sharon Stone (Versace)
Globo de Ouro 2003 Sharon Stone (Versace)
Globo de Ouro 2000 Courtney Love (Galliano)
Globo de Ouro 2000 Courtney Love (Galliano)

Muito difícil escolher a número um, uma vez que o Versace de Sharon Stone (Globo de Ouro 2003), o Galliano de Courtney Love (Globo de Ouro 2000), o David Cardona de Lara Flynn Boyle (Globo de Ouro 2003), o vestido ‘Michael Jackson’ de Bjork (Globo de Ouro 2000) ou o modelinho ‘cocktail party 80s’ de Paula Abdul (Globo de Ouro 2005) estão páreo a páreo entre os mais tensos. 

Globo de Ouro 2010 Mariah Carey (Herve Leger)
Globo de Ouro 2010 Mariah Carey (Herve Leger)
Perto deles, algumas escolhas quase nem deveriam estar nesta lista, como o modelo Hervé Leger de Mariah Carey (Globo de Ouro 2010). ‘Mulheres com corpo real’, como Mariah, não deveriam usar Bandage Dress. Ele marca tudo, dá a impressão que o corpo está ‘enfaixado’ e que precisa respirar. Além do mais, o decote passou do limite do bom gosto.
A maioria, porém, errou na cor, modelagem, corte ou volume. Ou errou também no acessório ou, pior de tudo, no cabelo. Preste muito atenção nesta questão: um penteado errado sabota tranquilamente um vestido bonito.
Enfim… A próxima entrega do Globo de Ouro está aí e, certamente, outros nomes entrarão nesta lista.

(Fotos: Reuters, Getty, Divulgação)

2 comentários

Os comentários estão fechados.