NBC aprova 10 novos episódios de ‘Will & Grace’

Depois dos fortes rumores nas semanas anteriores a eleição americana, quando gravaram um vídeo de apoio a Hillary Clinton, Debra Messing (Grace), Eric McCormack (Will), Sean Hayes (Jack) e Megan Mullally (Karen) estarão de volta num revival com dez episódios de Will & Grace”, com previsão de estreia na fall season 2017-18 (entre os meses de setembro a novembro).

Will @ Grace - Vote em Hillary @ Divulgação
Will @ Grace – Vote em Hillary @ Divulgação

Na época, o ator Leslie Jordan, que participou como Beverly Leslie em 10 episódios nos oito anos da série (1998 a 2006), confirmou a volta do programa criado por David Kohan e Max Mutchnick, mas foi negada por Debra Messsing. Contudo, agora, a própria NCB confirmou a volta.
Sucesso da TV aberta americana, a série venceu 16 Emmys, incluindo prêmios individuais para seus protagonistas (incluindo dois para Megan, em 2000 e 2006) e sete SAG – Sindicato dos Atores (três para Megan, três para Sean e um para o Elenco em 2000).
“O fato de que todos os quatro atores se empolgaram para voltar à produção é uma prova de a experiência alegre que eles tiveram fazendo quase 200 episódios em oito temporadas. Poucas séries chamam a atenção na comédia hoje em dia, em meio a tantas produções, mas Will & Grace é uma delas“, declarou a presidente de entretenimento da NBC, Jennifer Salke, em nota divulgada à imprensa nesta quarta (18).

A notícia da volta de Will & Grace chega com um misto de curiosidade e apreensão. A sétima temporada foi fraca e a última foi péssima. Claramente, a fórmula havia se esgotado, os personagens perderam a graça, os atores estavam cansados e o roteiro era um lixo. A coisa foi tão ridícula, que, num determinado momento, os melhores amigos Will e Jack, que sempre viveram numa relação pai e filho, tiveram um envolvimento sexual (Oi?). Como a coisa foi sem sentido, os roteiristas porcamente resolveram a situação e não voltaram a mencionar o assunto. Outra péssima resolução foi colocar Jack e Karen em primeiro plano, deixando os protagonistas em segundo. Foi a ducha de água fria, pois, como ‘escadas’, eles dominavam a cena, mas como ‘estrelas’, não tinham graça.
Para os atores, por outro lado, a notícia é ótima. Desde o final de ‘Will & Grace’, nenhum teve destaque. Depois de uma sucessão de escolhas erradas, finalmente, Eric acertou em ‘Travelers’, que teve a temporada disponibilizada no final do ano pela Netflix. Debra fez ‘Descasada’, ‘A Ex’, ‘Smash’ e ‘Os Mistérios e Laura’. Ou seja… Depois de diversas tentativas frustradas como ator, Sean se encontrou como produtor das séries ‘No Calor de Cleveland’ e ‘Grimm’ e Megan, coitada, apareceu em inúmeras séries… E todas sem destaque. Em 2017, ela voltará num papel pequeno da s-fi ‘Dimension 404’. Ou seja, há 11 anos eles estavam fora da mídia.
Enfim… Nos últimos anos, a TV aberta americana anda surfando na nostalgia. ‘Barrados do Baile’, ‘Dallas’, ’24 Horas’, ‘Arquivo X’ e ‘Três é Demais’ tiveram remakes, revivals e especiais em escalas de ruins, tristes e meia-boca. Para 2017, teremos a volta de Prison Break e Twin Peaks.

Por outro lado, falando em criatividades, Netflix lidera a corrida, seguida pela Amazon, Hulu, HBO, Showtime… Todas com produtos novos, sucesso de crítica e público.