Música | Diana Ross está de volta em perfume e nas paradas dance

Aos 73 anos, Diana Ross é dona do trono de maior ‘Diva’ há seis décadas. Todo o contexto que envolve essa palavra, principalmente porque ‘ser uma Diva é o componente essencial que separa ‘boas cantoras’ de ‘grandes estrelas’. Você pode achar isso uma bobagem. Nesse caso, recomendo que assista ao documentário ‘À Um Passo do Estrelado’, disponível na Netflix, que explica de forma didática que, nem sempre uma boa cantora será uma estrela se ela não tiver o componente ‘Diva’ no seu DNA.
Quando você pensa em Diana Ross, algumas imagens ocorrem: um exuberante cabelo encaracolado no estilo Afro, vestidos brilhantes Bob Mackie, casacos de penas fúcsia e uma pele resplandecente. Sua memória também te levará ao grupo ‘The Supremes’, com as canções ‘Baby Love’ ou ‘You can’t Hurry Love’ ou da babadeira disco I’m Coming Out’ – um dos ícones gays da Era Disco.

Diana Ross @ Divulgação

E se você que ela é ‘velha’ ou ‘ultrapassada’, saiba que, desde que brilhou no American Music Award 2017, em novembro passado, a canção Ain’t No Mountain High Enough 2017 – composta por Marvin Gaye em 1967 – ganhou remixes e atingiu o #01 da Parada Dance da Billboard na quarta semana de janeiro.

Tem mais: Diamond Diana Eau de Parfum é sua primeira fragrância. Da família Oriental Floral, as notas de topo são notas verdes, Bergamota, Tangerina, Limão Siciliano e Damasco. As notas de coração têm Especiarias exóticas, Coentro, Jasmim, Flor de Laranjeira, Rosa negra e sândalo. As notas de fundo têm incenso, cedro, âmbar, baunilha, vetiver e almíscar. “Uma brisa fresca”, disse Miss Ross, “Têm brilho e glamour suficiente… Eu queria que a fragrância tivesse uma dose de mistério (…)”.