Beleza | Tranças – Tendência que nunca sai de moda

Acredite: a trança existe desde 3.500 AC. Na Grécia, e depois em toda Europa durante a idade média, a trança foi adotada pela maioria das mulheres. No início do século XV, com a escravidão das sociedades africanas, o cabelo exerceu importante função de condutor de mensagens e disseminou-se por todos os continentes no decorrer de séculos.
Trazida ao Brasil pelos escravos durante o período colonial, a trança ressurgiu somente no final dos anos 60, junto com o movimento hippie. Antigamente utilizadas para identificar tribos, origem e posição social entre as pessoas, hoje são sinônimos de estilo e praticidade.
As tranças combinam com todos os tipos de cabelos: lisos, ondulados, cacheados e crespos. “Todas combinam com qualquer estilo, mas quem tem pouco volume e cabelos finos as tranças não ficam tão cheias e encorpadas”, aponta a hairstylist Erika Salsa Meinberg do Salão Aguinaldo Cabelos By Andrea.
Trança Boxeadora – Ela é perfeita para looks casuais, para o treino e para dias de calor. O melhor é que o penteado dá um toque moderno e superfeminino e funciona para todos os tipos de cabelo: dos curtinhos aos grandões.
Trança Raiz – A trança raiz pode ser o penteado completo, ou pode vir acompanhada de um toque clássico que ajuda a criar um visual moderno e arrojado. Estão sempre em alta e podem ser usadas na lateral, embutida ou no topo da cabeça.
Trança Despojada – As tranças têm tudo a ver com a temporada quente e o estilo “messy” também pode ser adaptado a elas. Basta caprichar na preparação ondulada e deixar a trança bem frouxinha. O penteado serve tanto para ocasiões mais formais quanto para um encontro de trabalho.
Trança Escama de Peixe – Penteado para usar na praia ou na piscina, ele também combina perfeitamente com ocasiões mais formais! Ao contrário da trança clássica, a escama de peixe é feita com apenas duas divisões de cabelo, ao invés das três da trança tradicional.
Trança com Rabo de Cavalo – Rabo de cavalo com tranças finas podem ser criadas na lateral da cabeça antes de prender os fios, no comprimento do rabo e até mesmo envolvendo e escondendo o elástico.
Trança com Coque – A trança feita na parte de trás da cabeça, de baixo para cima fica um charme se for arrematada com um coque alto. E nesse caso, pode ser um coque podrinho, despojado ou rosquinha, depende da ocasião e da personalidade de quem vai usar. Esse penteado valoriza as costas, por isso, combina com um vestido que deixe essa parte do corpo à mostra.
Anote: Aguinaldo Cabelos by Andrea (Shopping Parque D. Pedro – Avenida Guilherme Campos, 500, Entrada das Águas – 19 3756-9525)