Cinema | Dez motivos para assistir ao Oscar 2018

O talento de um ator se mede por um Oscar? Se for o caso, como explicar que Glenn Close, Johnny Depp, Laura Linney, Sigourney Weaver, Samuel L. Jackson, Annette Benning, Ed Harris, Ian McKellen, Harrison Ford ou Michelle Pfeiffer nunca venceram?
Por outro lado, Gwyneth Paltrow, Sandra Bullock, Roberto Benigne, Marisa Tomei, Halle Berry, Renée Zellweger e Cuba Golding Jr. ganharam!
Oscar é prêmio da indústria de cinema de Hollywood. Acreditar que seja termômetro de talento é tolice. Se fosse assim, Alfred Hitchcock, um dos maiores cineastas da história do cinema, deveria ter vencido pelas direções nos clássicos ‘Um Corpo Que Cai’, ‘Psicose’, ‘Os Pássaros’, ‘Ladrão de Casacas’ e ‘Uma Janela Indiscreta’, obras obrigatórias em qualquer aula de cinema como referência de maestria de direção. Pois bem, ele nunca foi premiado. Como consolação, a Academia deu um prêmio honorário em 1968, quando sua carreira estava entrava em declínio.
Comparação é chato, eu sei. Mas veja bem: Gwyneth, Reese ou Renée são melhores atrizes que Glenn Close, Annette Benning, Sigourney Weaver ou Laura Linney? Faz favor!
Enfim… Hoje é dia do Oscar 2018! Ano passado, a torcida era pela vitória de Viola Davis – a melhor atriz negra da história do cinema moderno. Aconteceu, provocando muito barulho nas redes sociais. Em 2017, Leonardo DiCaprio (Melhor Ator por ‘O Regresso’) despertou a mesma torcida, assim como em 2016, Julianne Moore (Melhor Atriz por ‘Simplesmente Alice’). Foram premiações que despertam uma sensação de alívio, tipo: “Puxa vida! Até que enfim!”.

MONDO MODA apresenta 10 motivos para assistir ao Oscar 2018.

  1. Esse ano não existe nenhum astro ou estrela que tenha sido ‘esquecido’ em anos anteriores. Mas a provável vitória de Frances McDomard pelo ótimo papel em ‘Três Anúncios Para um Crime’ será um grande mérito. Ok, a atriz já venceu um Oscar em 1996 por ‘Fargo’, mas ela é excelente. Sem contar que é ‘anti estrela’, bem-humorada e engajada. Reconhecer a excelência de uma atriz com 60 anos sempre é válido!
Frances McDormand na Sala de Imprensa do SAG Award 2018 @ Getty
  1. Daniel Day-Lewis tem a melhor atuação masculina do ano no sensível e melancólico ‘Trama Fantasma’. Mas é o momento de Gary Oldman pelo papel de ‘Winston Churchill’, em ‘O Destino de Uma Nação’. Ele levou o Bafta, SAG, Critic’s Choice e Globo de Ouro (Ator Drama). É o seu melhor momento desde 1992, quando estrelou ‘Drácula De Bram Stoker’ – papel que o colocou no imaginário da cultura pop da década de 90. Anteriormente, seus melhores momentos foram em ‘Sid & Nancy’, de 1986 e ‘O Amor Não Tem Sexo’, de 1987. Tirando isso… Só derrapou! Assim, o Oscar celebra uma carreira de altos e baixos.
Trama Fantasma (2018) @ divulgação
  1. É o ano do #MeToo. Em 2017, Hollywood foi o cenário de uma polêmica nunca vista. Não era um algum grande filme ou a morte de algum figurão. Entenda: mais de cem mulheres, incluindo Ashley Judd, Rose MaGowan, Gwyneth Paltrow, Kate Beckinsale e Salma Hayek, acusaram o produtor de assédio e de abuso sexual. Alguns dos incidentes ocorreram há cerca de 40 anos. Na sequência, Kevin Spacey foi acusado de assédio, abuso sexual e pedofilia contra diversos homens – atore e equipe técnica que trabalhou. O primeiro foi o ator Anthony Rapp que revelou que foi abusado sexualmente em 1984, quando tinha 14 anos e Spacey 26. Desde o Globo de Ouro, quando atrizes escolheram roupas pretas, a temporada de premiação contou com discursos inflamados, como Oprah no Globo de Ouro, que rendeu até fofoca que seria suposta candidata a Presidente da República.
  2. Elogiado em 2017, o apresentador Jimmy Kimmel, conhecido pelo humor cordial, mas descarado, usou a eleição e trapalhadas de Donald Trump como material. Porém, os tempos são outros… Trump continua na ordem do dia, mas como fazer piada com os assuntos internos de Hollywood?
  3. Falando nisso… Pelo primeiro ano de sua história, o Melhor Ator do ano passado, Casey Affeck, não foi convidado para apresentar a Melhor Atriz do ano. Ele também está na longa lista de acusados de assédio e violência sexual. Em seu lugar, sobem Jodie Foster e Jennifer Lawrence.
Oscar 1989 Jodie Foster (Acusados) veste modelo sob encomenda @ Getty
  1. Daniela Vega (a atriz transexual do chileno concorrente ao Oscar de Filme Estrangeiro ‘Uma Mulher Fantástica’), Gal Gadot, Mark Hamill, Armie Hammer, Oscar Isaac, Gina Rodriguez, Eva Marie Saint, Wes Studi, Kelly Marie Tran, Zendaya, Mahershala Ali, Chadwick Boseman, Viola Davis, Laura Dern, Jennifer Garner, Greta Gerwig, Tiffany Haddish, Tom Holland, Kumail Nanjiani, Margot Robbie, Emma Stone, Emily Blunt, Sandra Bullock, Dave Chappelle, Eugenio Derbez, Ansel Elgort, Jane Fonda, Eiza González, Ashley Judd, Nicole Kidman, Matthew McConaughey, Helen Mirren, Rita Moreno, Lupita Nyong’o e Christopher Walken são apresentadores da noite.
Daniela Vega @ Getty
  1. No tapete vermelho, a polêmica envolverá um provável boicote ao famoso apresentador do canal E! Ryan Seacrest. Semana passada, Suzie Hardy, que foi personal stylist do apresentador, disse que foi submetida a anos de investidas sexuais não desejadas, entre 2006 e 2013. Claro que ele desmentiu. Mas, lembre-se: é o ano do #MeToo. Ou seja, todo mundo de olho no Canal E!.
Ryan Secrest @ Getty
  1. Falando em tapete vermelho… Ele fica pequeno quando aparece a constrangida equipe brasileira do TNT sendo esnobada pelo primeiro time de celebridade de Hollywood, pois… ‘Quem são esses jacus?’ ‘Hugo, quem?’
  2. ‘And The Oscar Goes to… La La Land!’, ‘Não, houve um erro. O Oscar é de ‘Moonlight’. Um erro dos auditores da PriceWaterhouseCoopers rendeu a maior gafe da história dos prêmios da Academia. Naturalmente, o assunto deverá ser um dos temas da festa dessa noite.
  3. ‘A Forma da Água’, ‘Três Anúncios Para um Crime’ ou ‘Corra!’ são os dois nomes que estão brigando à foice em busca do Oscar de Melhor Filme. Uma fábula fantástica, um drama policial de vingança ou um terror com denúncia de racismo? Oremos!

O Oscar 2018 acontecerá nesse domingo, 04 de março, a partir das 20h30, no canal TNT.