Mattel lança Barbie boxeadora para celebrar Dia Internacional da Mulher

Uma boneca Barbie boxeadora, um flashmob “sufragista” e uma maratona de edição na Wikipédia estão entre uma série de iniciativas com objetivo de destacar desigualdades de gênero e derrubar estereótipos no Dia Internacional da Mulher, em 8 de março.
Em um ano que contou com o nascimento do movimento #MeToo (#EuTambém) sobre assédios e abusos sexuais, mulheres ao redor do mundo têm buscado mais direitos e visibilidade.
Em Paris, uma maratona de edição está convidando pessoas a criar, editar e traduzir páginas da Wikipédia sobre mulheres que desempenharam papéis fundamentais ou ainda contribuem nos campos da educação, ciência, cultura e comunicação.
Somente 17 por cento das biografias publicadas na Wikipédia são sobre mulheres, de acordo com a agência cultural da Organização das Nações Unidas, Unesco, que está organizando o evento.

Barbie Boxer Mattel Doll @ reprodução

Uma boneca Barbie à semelhança da britânica Nicola Adams, campeã olímpica de boxe, contando com “luvas de boxe para quebrar qualquer teto de vidro”, foi divulgada para marcar o Dia Internacional da Mulher.
A fabricante Mattel, cujas bonecas Barbie no passado geraram críticas por apresentarem estereótipos prejudiciais, disse esperar que a boneca de Adams inspire meninas a alcançar grandeza.
Entre outras mulheres exemplares que receberam bonecas Barbie está a estrela olímpica norte-americana de snowboard Chole Kim.