Cher completa 72 anos

Na Arte, Estilo é um conceito de significado amplo e muitas vezes vago. Numa leitura rápida, indica características mais ou menos constantes e definidas que permitem a identificação de algo produzido em um período histórico, em uma região, de um único artista ou de uma fase em sua carreira de uma corrente estética, e permitem relacionar uma obra à sua origem. Conhece outra artista que, desde os anos 60 até hoje tenha mais estilo do que a Cher?
Prestes a voltar às telas numa participação especial na continuação do musical ‘Mamma Mia’, Cherilyn Sarkisian completará 72 anos no domingo, 20 de maio. Dona de um carisma, ousadia e estilo únicos, ela abusou de brilho, peles, Bob Mackie, transparências, pedrarias, brocados, exageros, franjas e uma sucessão de penteados e perucas que, em cinco décadas, a manter como uma lenda da cultura pop americana.
MONDO MODA faz uma Retrospectiva sobre o estilo ‘Cher’ de ser. 

Entenda alguns motivos:

  1. Cher ganhou um Oscar, um Grammy, um Emmy, três Globos de Ouro e o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes. É a única artista a ganhar todos estes prêmios (Meryl Streep canta, mas não ganhou Grammy!).
  2. Cher apareceu 13 vezes na capa da revista People. Ela figurou duas vezes na lista anual das “25 pessoas mais intrigantes” publicada pela revista, em 1975 e 1987. Ela também foi destaque na lista das “100 maiores estrelas de cinema do nosso tempo” compilada pela publicação.
  3. Em 1992, o museu Madame Tussauds a considerou uma das cinco mulheres mais bonitas da história.
  4. Em 1999, ela recebeu o Legend Award no World Music Awards por sua “contribuição para a indústria musical ao longo da vida”.
  5. Em 2001, a revista Biography, da rede de televisão A&E, a classificou como a terceira atriz favorita de Hollywood de todos os tempos, atrás de dois de seus ídolos, Audrey Hepburn e Katharine Hepburn.
  6. Em 2002, ela foi homenageada com o Artist Achievement Award pelo Billboard Music Awards por “ter ajudado a redefinir a música popular com enorme sucesso nas paradas da Billboard”.
  7. Em 2010, ela foi incluída na 44ª posição na lista das “75 maiores mulheres de todos os tempos” publicada pela revista Esquire.
  8. Cher vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo mundo. Esta marca torna-se única considerando-se que a cantora estrelou dois programas de variedades bem-sucedidos na televisão, o que permitiu, segundo Keith Tuber, da Orange Coast Magazine, “que as pessoas pudessem vê-la e ouvi-la sem ter que comprar seus álbuns.”
  9. Desde a década de 1960, Cher foi uma criadora de tendências de moda, popularizando os cabelos lisos e longos, as calças pantalonas e a barriga de fora (anos antes do Cropped).
  10. Ela começou a trabalhar como modelo em 1967 para o fotógrafo Richard Avedon, após ser descoberta pela então diretora da revista Vogue, Diana Vreeland.
  11. Cher foi cinco vezes capa da Vogue, entre 1972 e 1975.
  12. Através de seus programas de televisão na década de 1970, ela se tornou um símbolo sexual e desafiou a censura com seus modelos ousados desenhados por Bob Mackie. Ela é reconhecida como a primeira mulher a mostrar o umbigo na história da televisão. De acordo com a escritora Sheila Whiteley, “a influência de Mackie e Cher foi responsável pelo sucesso do jeans de cós baixo que mostrava a barriga nos anos 70.” O Los Angeles Times escreveu que “eles não fazem mais ícones de estilo como Cher. Desde o início de sua carreira, […] ela entendeu que cultivar um visual era tão importante quanto cultivar uma sonoridade. Ao contrário das estrelas de hoje, ela não era um outdoor à venda pela melhor oferta. Ela era a boneca Barbie do mundo, uma fantasia viva da moda […] que frequentava simultaneamente as listas dos mais bem e mal vestidos. Ame-a ou odeie-a, ela sempre nos mantém interessados.”
  13. Em 1989, ela embarcou no navio USS Missouri (BB-63), da Marinha dos Estados Unidos, vestindo apenas uma meia arrastão para o videoclipe de “If I Could Turn Back Time”, que foi o primeiro a ser banido pela MTV na história (sua popularidade cresceu após a censura, o que fez com que o canal concordasse em exibi-lo a partir das 9 horas da noite).
  14. O senso de estilo de Cher tem sido celebrado e ao mesmo tempo renegado ao longo dos anos. Em maio de 1999, após ela ter sido homenageada pelo Council of Fashion Designers of America com um prêmio especial por sua influência na moda, o Los Angeles Times publicou que “ao invés de ser retratada nos livros de história como uma das mais importantes vítimas do mundo da moda, o tempo a transformou em uma visionária. Estilistas influentes têm evocado seu nome como uma fonte de inspiração e orientação [citando Tom Ford, Anna Sui e Dolce & Gabbana] por dar o tom adequado ao miserável excesso contemporâneo. O penteado que é sua marca registrada – cabeleira lisa e reta partida ao meio – foi um dos poucos estilos nostálgicos a dar o salto das passarelas para Hollywood e para as ruas da cidade. […] Sua personalidade de showgirl sensual nativo-americana agora parece resumir a corrida da indústria da moda para comemorar os adornos, a etnia e o apelo sexual.” Whiteley escreveu que “apesar de Cher ter se tornado um dos maiores ícones americanos da década de 1990, sua imagem extravagante continua a atrair tanta ou mais atenção do que sua capacidade como cantora, reforçando o fato de que uma boa voz (e seus vocais poderosos são significativos em termos de entrega) é menos importante no cenário pop do que o seu muitas vezes duvidoso senso de moda.”
  15. O traje “preto, parecido com uma aranha, aberto no tronco e acompanhado de um cocar de penas” que ela usou no Oscar de 1986 foi descrito por Bobby Mackey, seu criador, como “um dos mais chocantes na história da moda”.
  16. Ela também é conhecida por suas perucas. De acordo com Whiteley, “no encarte do álbum Living Proof (2001), seu estilo varia entre cachos castanhos de boneca de pano, loiro Brünhild e muitos tons de branco, cinza e preto.”
  17. No ano passado, quando surgiu a polêmica sobre a ‘Cura Gay’, surgiram memes com a frase: ‘Trago os gays de volta com um single’. Comprova sua adoração por uma legião de gays no mundo todo, que a colocam com uma das mais importantes artistas de todos os tempos.
(Fonte: Wikipedia)
ANOS 60
ANOS 70
ANOS 80
ANOS 90
ANOS 2000
ANOS 2010

Um comentário

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s