Instituto Pavão Cultural em Barão Geraldo

Com uma fachada assinada pelo muralista Haroldo Paranhos (do Coletivo SHN, de Americana, SP), o Instituto Pavão Cultural abrirá suas portas na quinta-feira, 28 de fevereiro.
Para celebrar, os diretores Teresa Mas e Mario Braga escolheram a mostra coletiva de fotografia “Diverso/Diversão”, com obras de Ana Angélica Costa e Hélio Carvalho, de Campinas; Durville Cavalcanti, de São Paulo; Ivan Moretti, de Piracicaba, e Renato Araújo, de Bauru, residente em Nova Iorque, EUA.
Teresa e Mario são arquitetos paulistanos residentes em Campinas há 20 anos e que acumulam mais de 30 de experiência não apenas em diversos setores da Arquitetura, mas também em Expografia (conjunto de técnicas para o desenvolvimento de uma exposição). Além de ampla área de exposição com suporte para obras de grande porte, haverá, em breve, um pequeno palco para apresentações.
O andar superior da construção com imenso pé direito soma-se ao espaço expositivo e também acolherá oficinas que o Instituto promoverá em parceria com artistas.

“Teremos ainda a colaboração do José Renato Braga, especialista em jogos de tabuleiro, que trará jogos específicos voltados para o universo das artes plásticas, com temas relacionados à História da Arte, colecionismo e outros que promovem o raciocínio espacial e a observação de estruturas”, comenta Teresa.

Instituto Pavão Cultural @ Ivan Moretti

Outra vertente do Pavão é a pedagógica, com um departamento focado em atividades que visem a formação e a diversificação do público das artes. “A ideia é possibilitar a crianças e jovens o acesso ao conhecimento sensível por abordagens diversas do espaço escolar, com oficinas práticas e visitas mediadas por profissionais de educação e artistas às exposições”, explica a Arte-educadora e coordenadora Educativa do Instituto, Paula Monterrey, que atua em educação-não formal e em projetos educativos em exposições em Campinas e São Paulo.
Está nos planos uma loja que comercializará principalmente itens personalizados com a logomarca do Instituto, além de reproduções de obras em artigos como cadernos, lápis, ímãs, camisetas e pôsteres – mediante autorização dos artistas.

Instituto Pavão Cultural @ Ivan Moretti

Funcionamento

A ideia é que o Instituto Pavão receba quatro exposições ao ano, com duração aproximada de dois meses e períodos para desmontagem e remontagem entre elas, informa Teresa.
O Instituto abrirá ao público de quarta à sexta-feira, das 13h às 20h, e aos sábados, das 11h às 17h.
Anote: Instituto Pavão Cultural (Rua Maria Tereza Dias da Silva, 708, Cidade Universitária, Barão Geraldo. Campinas/SP – 19 3397-0040)

Instituto Pavão Cultural @ Ivan Moretti