Olhares da arquiteta Roseana Monteiro sobre a CASA COR 2017

Quando olhos treinados – e mesmo os não treinados – percorrem a CASA COR SP 2017, invariavelmente vão fixar-se em alguns detalhes marcantes. Desta forma, vou classificar como OLHAR o que encontramos de mais importante.
OLHAR 1 – A cor verde escuro em suas várias nuances ora mais fechado, ora mais aberto presente em estofados, pinturas nas paredes e detalhes mais naturais como as plantas que vieram sem economia para dentro da maioria dos ambientes.


Acompanhando o verde escuro, pontuações de rosa claro seco, que predomina como complemento em diversos espaços. O destaque deste OLHAR vai para o Closet Feminino do David Bastos.


OLHAR 2 – A percepção vai focar invariavelmente nas madeiras claras que foram usadas em profusão , talvez para amenizar a atmosfera cinza das grandes cidades e na tendência de inspirar-se no design escandinavo.


OLHAR 3 – Fotos como obras de arte em substituição às telas com predominância dos corpos nus femininos e o mais instigante é que sempre de costas enfatizando o “derriere” . Talvez o nu frontal possa parecer um pouco agressivo a moral e costumes, mas uma única foto chamou a atenção talvez pela localização inusitada.


OLHAR 4 – Passeando mais um pouco, o olhar vai pousar no uso de materiais rústicos como são encontrados na Natureza. Novamente uma tentativa do homem de trazer para dentro do seu canto de morar, o lado de fora, a liberdade, os jardins, as praças. Em contrapartida aparecem peças de antiquário e vintage lembrando histórias pessoais e de família e trazendo o tão idealizado aconchego.
Destaques: carrinho de apoio pode muito bem ter pertencido a casa da avó; toras madeira usadas como uma obra de arte na parede e na mesa e peças bordadas a mão, tricô, crochê que podem ter sido herdadas de alguma tia ou pode ter sido feito e presenteado por alguma pessoa querida.

OLHARES PONTUAIS
1. Paisagismo campeão de criatividade no projeto do Espaço Deca por Alex Hanazaki usando os produtos de uma forma incomum – ora como fontes, ora como cascata e ora como cobogós. De estarrecer!


2. Jogo lúdico com cabeças de manequim usados e reciclados como suporte para as plantas. Um luxo e vai de encontro a tão buscada sustentabilidade.


3. Forte presença de Metais Dourado, Cobre e Pretos em substituição ao Prata e Cromado.


4. Sofás curvos predominam na mostra, talvez pelo desejo de quebrar a “dureza ” dos dias que estamos vivendo. A forma orgânica nos traz bem estar e nos conecta à Natureza.


5. Quadros de pedaços de brinquedos antigos e ou quebrados para formar um novo elemento na decoração do ambiente. Em alta, insetos estão começando a aparecer como destaque na decoração.

 

SERVIÇO
CASACOR SÃO PAULO 2017
Data: até 23 de julho
Horário: Terça a domingo, das 12h às 21h
Local: Jockey Club de São Paulo – Avenida Lineu de Paula Machado, nº 1075 – Cidade Jardim
Ingressos: De terça a quinta-feira: ingresso inteiro: R$ 56 | meia entrada: R$ 28 | Sexta, sábado, domingo e feriados: ingresso inteiro: R$ 70 | meia entrada: R$ 35 | Passaporte único: R$ 165
Valet: R$ 35

Roseana Monteiro @ MONDO MODA

(Artigo assinado pela arquiteta Roseana Monteiro – Especial para MONDO MODA)

Sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s