Cris Linnares sugere: ‘É preciso entrar na loucura’

Vivemos em uma época na qual a rotina virou de ponta cabeça. Aliás, talvez faça muito tempo que a rotina não exista mais, as ações tomaram outro rumo. Aprendemos em questão de dias algo que não imaginaríamos viver. O momento é de incertezas e com ela muitos pensamentos passaram a fazer parte do cotidiano de mulheres e famílias.
Se antes você escolhia deixar o trabalho para fora de casa, hoje ele encontra-se na sua sala ou no seu escritório, o tempo com os filhos que acontecia muitas vezes apenas no final do dia, passou a ser integral. A cobrança está em dobro e com ela o questionamento sobre todos os sentimentos que te cercam. Será mesmo que estou normal?!
Diariamente pessoas ditam por aí como agir em tempos de quarentena, como lidar com a pressão dos filhos, como se afastar dos sentimentos de medo ou loucura. Diferente das indicações já conhecidas, Cris Linnares, psicóloga e autora do livro “Doidas no Divã”, faz exatamente ao contrário, convidando mulheres e mães para entrar nessa loucura de ser e sentir exatamente o que está acontecendo.
Há algum tempo as pessoas estão buscando cada vez mais a normose, obsessão por ser normal que foi criada por Roberto Crema e pelo filósofo, psicólogo e teólogo francês Jean-Ives Leloup. A busca por um conjunto de ações ou hábitos vistos como normais pela sociedade, mas que na verdade, são distintos e acabam levando a maioria das pessoas a doenças, perda de sentido na vida e infelicidade que tomou conta da maioria das pessoas.
Diferente do que muitos pensam, a normalidade pode ser a maior das doenças. A normose ganhou destaque em momentos históricos de grandes transições culturais como a que estamos vivendo com o COVID-19. Não é preciso ser normal, aliás é muito raro conseguir ser, é preciso ter coragem de quebrar a normalidade dentro de você e no mundo, criando uma nova história.

“Abrace a sua loucura, entenda e reflita sobre ela. Use ela a seu favor, está tudo bem não estar bem. A loucura faz parte, não é fácil ser mulher e não ser taxada de louca, aliás, as pessoas mais inspiradoras que conheci foram chamadas de doidas por aqueles que acreditam que viver uma vida normal é o certo” comenta Cris Linnares, psicóloga e escritora.

Sobre Cris Linnares

Cris Linnares @ divulgação

Cris Linnares, é psicóloga, palestrante internacional, mãe e autora do grande sucesso “Divas no Divã”. É uma das poucas mulheres reconhecidas e nomeadas como uma das 50 heroínas dos Estados Unidos por ser trabalho com saúde mental e empoderamento feminino pela revista Glamour americana. Além de ser convidada para compartilhar sua história na maior conferência de pensadores no mundo, o TEDxtalk.