O filme sobre o Hair Designer Vidal Sassoon

Os anos 60 trouxeram verdadeiras revoluções na moda: da Op Art preto e branco para os materiais sintéticos e silhuetas esculturais.
Em Londres, a moda de rua da Swinging Sixties liderada por Mary Quant e em Paris, André Courréges, Paco Rabanne e Pierre Cardin ofereceram em seus desenhos a síntese perfeita entre o modernismo, a geometria e a arquitetura.
Inspirado pelo que estava acontecendo em torno dele, o cabeleireiro israelita- britânico Vidal Sassoon revolucionou as técnicas de corte de cabelo, criando verdadeiras esculturas.
“Queria moldar as cabeças como os novos designers de moda estavam fazendo. Queria cortar o cabelo como eles cortavam um pano. Queria estar na revolução social como um participante (e não apenas com um espectador)”.
O corte de cabelo que passou para a história como o corte “Vidal Sassoon” foi criado em 1964. Chamado de Five-Point Geometric CUT (corte com cinco pontas geométricas), foi inspirado na arquitetura de Bauhaus, e nos cabelo das Deusas Gregas e da bailarina Isadora Duncan.
Sassoon contou sua história na autobiografia “Sorry I Kept You Waiting, Madam”, que serviu de base para o documentário: “Vidal Sassson The Movie”.
Com direção de Craig Teper, tem depoimentos do Sassoon, além de outros de familiares, amigos e ex-funcionários, que relembram sua infância num orfanato, sua fase como soldado do exército israelense, até sua revolucionária criação, que lhe deu projeção internacional.
Segundo a frase principal do filme: “o filme conta a vida de um homem que queria não apenas que o cabelo estivesse antenado com a moda, mas, sim, prevendo o que viria no futuro”.
Imperdível!

Um comentário

Os comentários estão fechados.