Um ano sem Whitney Houston

“Ela começou a festejar e realmente não soube parar”, diz Cissy Houston.
Whitney Houston
Nesta segunda-feira, 11 de fevereiro, completa-se um ano da morte de Whitney Houston.
Aos 48 anos, uma das cantoras que mais vendeu discos na história foi encontrada morta em uma banheira da suíte no quarto andar do Beverly Hilton, hotel de Los Angeles. Ela morreu por afogamento após consumir cocaína, concluiu uma perícia com resultado divulgado um mês depois de sua morte.
Os doze meses desde fevereiro de 2012 foram período suficiente para a preparação de homenagens, como DVD, CD, filme, exposição, livros de memórias e fotobiografia.
Whitney foi uma grande estrela da música, e com seu estilo inspirou uma geração de cantoras, de Mariah Carey a Christina Aguilera. Mas também se arriscou no cinema – “O Guarda-Costas”, de 1992, saiu o mega hit ‘I Will Always Love You’ e ‘I Have Nothing’ e o póstumo “Sparkle”, de 2012, que ainda aguarda lançamento em DVD no Brasil.
A cantora que vendeu 200 milhões de álbuns em sua carreira e chegou 30 vezes ao topo das paradas da Billboard, além de ter ganhado seis Grammys e 22 American Music Awards.
Exposição
Grammy 1994 Whitney Houston
Grammy 1994 Whitney Houston

Roupas usadas no palco pela cantora, rascunhos de seus trabalhos, fotografias raras de shows e bastidores, ingressos, cartazes e lembranças diversas de fãs estão na exposição “Whitney! Celebrando o legado musical de Whitney Houston”.

Aberta em agosto de 2012 no museu do Grammy, em Los Angeles, a previsão de encerramento era fevereiro de 2013, mas já está garantida até 27 de maio.
Os fãs de outros lugares do mundo que não podem ir aos EUA visitar a exposiçãoiniciaram em janeiro uma petição online para que as obras expostas façam uma “turnê” pelo mundo.
Entre os destaques da exposição estão o vestido com contas que Houston usou no Grammy de 1994, cartas particulares do lendário produtor musical Clive Davis e a xícara na qual Houston tomava chá antes de cada show.
Filme
O filme de 2012 – que ainda aguarda lançamento brasileiro – não foi programado para ser uma homenagem a Whitney Houston. Ela está no elenco do musical sobre um grupo de cantoras no auge da soul music nos anos 60 – remake da obra de 1973.
Mas “Sparkle”, filmado antes da morte da cantora, entre 10 de outubro e 18 de novembro de 2011, acabou se tornando homenagem póstuma que chegou em agosto de 2012 aos cinemas nos EUA.
A estreia marcada inicialmente para o dia 7 de dezembro no Brasil foi cancelada e substituída pela previsão da Sony de estreia em DVD e Blu-ray no país, que ainda não aconteceu.
Foi o quinto e último longa da carreira cinematográfica de Whitney, que começou com o sucesso “O Guarda-Costas”, de 1992.
A trilha do filme também tem as últimas faixas musicais gravadas por Whitney Houston. Uma destas faixas, “Celebrate!”, foi divulgada em 2012. Ela também canta “His Eye Is on the sparrow” – escrita em 1905, a canção é considerada um hino da música americana.
No filme, ela interpreta a mãe de três filhas em um grupo de cantoras de sucesso lidando com as consequências da fama e das drogas. “Sparkle”, um remake de us$ 17 milhões de um filme de 1976 com o mesmo nome, traz no elenco a ex-vencedora do programa “American Idol” Jordin Sparks.
Livro de fotos
Grammy History Whitney Houston
Grammy History Whitney Houston
A fotobiografia com 191 páginas foi lançada em novembro de 2012 nos EUA, sem previsão para o Brasil. A curadoria é de Randee St. Nicholas, fotógrafa que já trabalhou com Bob Dylan, Britney Spears, Celine Dion e a própria Whitney, inclusive na direção do clipe “I’m Every Woman”.
Mais de vinte fotógrafos, além da curadora, são responsáveis pelas imagens que foram feitas ao longo da carreira de Whitney. O livro pode ser importado por lojas internacionais por cerca de US$ 20 – valor não inclui frete.
As fotos icônicas e raras de sua trajetória “são um testamento à presença física hipinotizante de Whitney, mas também nos lembram que ela era uma mulher com várias dimensões: poderosa, vulnerável, de mão firme, encantadora, reflexiva…”, diz o texto de divulgação da obra.
DVD
A Grammy Salute to Whitney Houston
A Grammy Salute to Whitney Houston
Celine Dion, Usher, Jennifer Hudson, e Britney Spears estão entre os artistas que aparecem neste DVD produzido pela academia do Grammy nos EUA em homenagem à cantora.
O lançamento aconteceu no dia 18 de dezembro nos EUA e ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.
O material é variado, incluindo as performances de Whitney no Grammy, sua performance do hino nacional no Super Bowl em 1991, e sua primeira entrevista à TV norte americana, em 1983, no “Merv Griffin Show”.
Um disco bônus traz oito de seu clipes mais famosos, incluindo “Greatest Love of All”, “I Will Always Love You” e “I Wanna Dance with Somebody (who loves me)”.
CD
A balada póstuma “Never give up”, romântica mas com batida pulsante, é o destaque desta coletânea lançada em novembro de 2012 nos EUA. A faixa foi divulgada no canal oficial dedicado à cantora no YouTube no mês de lançamento do disco.
Além da música inédita, estão as 17 faixas mais conhecidas da carreira da cantora, incluindo “I will always love you” e “I’m every woman”. A única música com participação especial é “I Look to You”, dueto com o cantor R. Kelly.
A curadoria e produção são de Clive Davis, que “revelou” Whitney, descobrindo-a em uma casa noturna de Nova York e a levando a assinar com a Arista Records.
(Fonte: G1, Reuters)