Figurinos de ‘The Carrie Diaries’ resgatam os anos 80

THE CARRIE DIARIESAs conservadoras que assistem ao seriado The Carrie Diaries sentem-se espantadas e um pouco desconfortáveis com os figurinos, pois acabam esquecendo que a série se passa no auge dos anos 80.

Apesar disso, é mantido o ar de contemporaneidade com mix de texturas e estampas, além das composições serem extremamente “fashion” e atuais, de alguma forma. Talvez o fato de o figurinista ter garimpado 70% de peças em lojas atuais, como H&M e os outros 30% vintage em brechós como Amarcord, ajudou para que isso acontecesse.

Para quem assiste no conforto do sofá, não faz ideia do trabalho envolvido por trás daquele look maravilhoso exibido na TV. Composições assim que parecem fáceis por ter o equilíbrio e combinação perfeitos, passaram pelas mãos de profissionais dedicados e competentes que estudaram muito a época e a pauta exigida.

No caso, a série se passa nos Estados Unidos em 1984 e Eric Daman, o figurinista que também trabalhou com Patricia Field, em Sex and The City, se inspirou na adolescência de Carrie Bradshaw para exercer seu trabalho, recriando a pegada kitsch (usar o que já foi moderno em outra época e misturar com criatividade e personalidade para que continue sento valorizado atualmente).

Esse período foi marcado pelo exagero, com peças cítricas e metalizadas, animal print, roupas de academia (lycra e malha), sobreposições, saias rodadas e maquiagem mega colorida. Além disso, o cabelo volumoso estava na moda, assim como as calças de cintura alta e as ombreiras.

Outras características da época são as peças do estilo yuppie, que eram os viciados em trabalho. Como Carrie usa roupas de sua mãe e faz um estágio no centro de Manhattan, aparenta ser adulta e às vezes suas peças são sociais, como terninhos e conjuntinhos.

The Carrie Diaries - Figurinos Anos 80 (6)Além de Carrie (feita pela atriz Anna Sophia Robb), Freema Agyeman, que faz o papel de Larrisa, chefe da revista, é a mais exagerada e característica dos anos 1980, que usa composições incríveis – tanto para a época, quanto para a atualidade.

Para os amantes de moda, The Carrie Diaries, é o paraíso, um remember delicioso de um período colorido e cheio de transformações. Para os leigos, é uma aula de história, divertida e cheia de estilo, que dá vontade de sair por ai ao som de Like a Virgin, da Madonna.

(Artigo de Bruna Said Miguel do blog Chá das Cinco | Foto: Divulgação)

 

2 comentários

Os comentários estão fechados.