Impressões de uma primeira visita ao Salone del Mobile Milano 2015 – Parte 1

Coluna assinada pela correspondente internacional Ana Paula Barros – direto de Milão
Ana Paula Barros @ Selfie
Ana Paula Barros @ Selfie

Anualmente nós, arquitetos e designers, observamos em mídias especializadas uma grande movimentação em torno do Salão do Móvel em Milão. Todos os holofotes se voltam para esse evento, onde grandes nomes do design italiano e internacional irão mostrar as novidades e tendências. Mas só é possível ter uma ideia da dimensão da feira visitando-a.

Em sua 54ª. edição, o Salone del Mobile registrou mais de 300 mil visitantes, de todas as partes do mundo, os dois últimos dias são abertos ao público geral e também são bem movimentados, estive por lá no fim de semana. Paralelamente à feira de mobiliário, que ocupa 152.200m² e é dividida por categorias (Moderno, Design e Clássico), aconteceram a Euroluce com as novidades tecnológicas no setor de iluminação e a Workplace3.0 com soluções para escritórios e espaços comerciais e corporativos. Ainda há espaço para 700 jovens designers mostrarem suas criações no SaloneSatellite. No total são 24 pavilhões (gigantes), uma área expositiva de 201.700m², que comportam um dos maiores e mais importantes eventos do setor, num edifício fantástico, projeto de Massimiliano Fuksas.
É uma visita cansativa, tanto pela dimensão quanto pela quantidade de informação que pode ser absorvida e pelos estímulos visuais. Na minha opinião, acho difícil conseguir ver tudo e, de certa forma, desnecessário. Então a dica é focar nos temas de seu maior interesse. Tentei fazer isso começando a visita pelos pavilhões 6 e 10 que visitei calmamente, depois pelo 8 e 12 que fui mais rápido (pois percebi que não veria nada se continuasse no primeiro ritmo) e, por fim, resolvi separar somente alguns estandes dos pavilhões 16 e 20 e filtrar ainda mais a visita.
Essa é uma pequena amostra do que vi e gostei, espero que gostem da seleção!
1)      A LOT OF + CAMPANA
Lançamento da coleção Estrela, inspiradas em “bolachas-do-mar”, as peças são esculpidas em metal e recortadas a laser em um desenho que remete a esse animal marinho. Em cores vivas, a linha é composta por mesas, bancos, poltronas, cadeiras, sofá e luminária.
2)      DIESEL LIVING
Uma ampla instalação com 350m² apresenta a parceria da marca de roupas Diesel trazendo os novos produtos de iluminação Foscarini, móveis Moroso, linha de acessórios para casa Seletti e piso de madeira Berti. A ideia é criar um ambiente que reflita os atributos da marca: Nightlife, Make Love not War, Urban Blue e Poplife. O resultado traz materiais rústicos, formas contrastantes e diferentes texturas.
3)      GLAS ITALIA
Peças em vidros transparentes e coloridos em diversas composições e formatos, nova coleção com design assinado por grandes nomes, entre eles Philippe Starck e Patricia Urquiola.
4)      CAPPELLINI
Coleção “Panda” por Paola Navone: lúdica, colorida e com estampas pop. Uma imensa luminária em formato de urso era destaque do ambiente. Outras peças já consagradas da marca como a estante “Cloud” (2003) de Erwan e Ronan Bouroullec completavam a incrível cenografia do estande, que ainda trazia os biombos dos GamFratesi, pendurados como móbiles gigantes, remetendo à obra de Calder.
5)      MISSONI HOME
Para quem é fã de estampas e cores, é o lugar certo! Ao zig-zag inconfundível somou-se o clássico pied de poule. Além dos florais e listras. Quem gosta de ousar encontra muitas inspirações e combinações!
6)      B.D BARCELONA DESIGN
De longe era possível ver a reprodução em grandes proporções da mesa lateral “Monkey” do designer espanhol Jaime Hayón. Uma caricatura de um macaco, feita em resina de concreto, pode ser utilizada também em ambientes externos. Uma das peças mais bem-humoradas que vi no Salão.
Salone Milano 2015 - B,D. Barcelona Design @ Ana Paula Barros (#)
7)      TOG
Eu não conhecia essa marca e gostei muito. As peças possuem desenhos bem simples e limpos, por vezes, lúdicos. Notei que muitas peças são customizáveis, como eles definem. São peças “nuas” que podem ser personalizadas de diferentes formas e com inúmeras combinações de cores e formas, um “manifesto” contra a produção em massa.  Entre os 11 lançamentos desse ano, está a cadeira “Maria Maria” (infelizmente minha foto ficou ruim) do estrelado designer Philippe Starck, que também assina outras criações como a cadeira Misa Joy. Ela possui seis cores para a estrutura e 13 cores para as faixas elásticas que podem ser configuradas em sete diferentes combinações. Dá para brincar bastante!
Salone Milano 2015 - TOG @ Ana Paula Barros (#)
8)      FOS Ceramiche
Apaixonante! FOS é uma abreviação de FORM-OBJECT-SURFACE (FORMA-OBJETO-SUPERFÍCIE), peças produzidas em Faença, região conhecida pela cerâmica. A coleção apresentada traz peças em biscuit revestidas com folhas de metais nobres como ouro, prata e platina.
A coleção “IN ALTO I CUORI” traz vários corações ex-votos delicadamente esculpidos, segundo os criadores: “Cada coração tem seu próprio ritmo, seu próprio ritmo, seu próprio significado, (…)”.
Salone Milano 2015 - FOS Ceramiche @ Ana Paula Barros (1)
Impressionante também a coleção “FOSSILIA”, inspirada em fósseis, com detalhes delicados e texturas que parecem muito naturais, esculpidas à mão.
Salone Milano 2015 - FOS Ceramiche @ Ana Paula Barros (2)
Essa foi a primeira parte da série de artigos sobre o Salone del Mobile que irei produzir para o MONDO MODA. No próximo, terá Kartell, Moroso, Driade, Edra, Knoll, Cassina, Vitra e Desigual. Além disso, vou falar também sobre o que vi no Salone Satellite, FuoriSalone (Tortona e Brera) e a Triennale di Milano.
Como fui apenas para o final de semana, não consegui visitar os eventos paralelos. Mas acho que ”só” isso já traz um bom panorama da experiência. Acompanhem!
(Fotos: Ana Paula Barros – especial para o MONDO MODA)

Um comentário

Os comentários estão fechados.