Design Miami/ Basel 2015 – O design como obra de arte

Coluna assinada pela correspondente internacional Ana Paula Barros – direto da Basiléia (Suiça)

 

design Miami 2015 @ Ana Paula Barros (4)Paralelamente à Art Basel aconteceu a feira de design colecionável, a Design Miami/, com uma reunião de galerias especializadas apresentando mobiliários, objetos e luminárias dos séculos XX e XXI com o status de obras de arte.

Sua 10ª. edição foi comemorativa, ampliando os setores da feira e com diferentes pontos de interesse. Em colaboração com a Maison Pierre Frey (Paris), reconhecida pelos seus luxuosos tecidos e papéis de parede, criou-se a estampa “Chromatropic”: inspirada em uma camuflagem, uma colagem e sobreposição de padrões tropicais da coleção da Maison. Essa estampa foi utilizada no material de identidade visual e de comunicação e a ideia era dar um “quê” de Miami para a feira em Basel.
design Miami 2015 @ Ana Paula Barros (1)
O primeiro pavilhão abrigava o setor “Design At Large”, uma exploração da arquitetura modular, com construções em escala real, e também a linha do tempo dos últimos 100 anos de habitações pré-fabricadas.
design Miami 2015 @ Ana Paula Barros (2)
No total eram sete instalações representadas por diferentes galerias. Confira:
– “POOL HOUSE” – Atelier Van Lieshout (Carpenters Workshop Gallery) – Com uma forma totalmente orgânica, remete à uma caverna e também a habitações de um futuro fantástico. O interior era totalmente moldado, formando as divisórias dos ambientes e o mobiliário.
– “PTH-02 PAPER TEA HOUSE” – Shigeru Ban (Nilufar Gallery) – Projeto experimental do arquiteto japonês, ganhador do Pritzker. Um estudo de estruturas leves e de rápida montagem, idealizado para abrigos de emergência em situações extremas, construída com tubos de papelão e papel japonês.
– “FLOWER HOUSE” – Edouard François (Galerie Philippe Gravier) – Uma estrutura nômade leve, com uma superfície reflexiva dourada. Pode se adequar a diferentes ambientes, urbanos ou rurais, integrando-se a entornos simples ou exuberantes.
Entre as novidades está o setor “Design Curio”, cinco estandes que celebravam o ofício (handmade), o coletivismo, as inovações de materiais, os espaços íntimos e a relação do design com a comida. Esse último com o ambiente produzido pela designer de produtos suíça Sibylle Stœckli.
design Miami 2015 @ Ana Paula Barros (16)
Pela primeira vez, houve uma colaboração entre a Swarovski e a Design Miami/ para uma premiação ao reconhecimento de designers e estúdios que desenvolvem projetos conceituais e experimentações, utilizando tecnologia de ponta, o “Swarovski Designers of The Future”. Um espetáculo de delicadeza e brilho. Os laureados foram:
– “47°” por Tomás Alonso
– “TERRAFORMING” por Studio Swine
– “SUNDEW” por Elaine Yan Ling
Fiquei impressionada. Estava esperando uma mostra como a Feira de Milão, mas superou – e muito – minha imaginação. Os espaços das galerias destacavam as peças como obras de arte, uma iluminação focada, cenográfica. Entre as obras de design colecionável, encontravam-se peças de Lina Bo Bardi, Le Corbusier, Gerrit Rietveld, Irmãos Campana, Zaha Hadid, Ron Arad, entre outros.
Confira outros espaços/obras:
(Fotos: Ana Paula Barros)

Um comentário

Os comentários estão fechados.