Como decorar apartamento pequeno

Em São Paulo, o nome é quitinete. No Rio, conjugado. Trata-se de um apartamento pequeno, com dimensões entre 20 e 35 m². Compacta, a morada, constituída pela integração de sala, quarto, cozinha e banheiro, é a realidade atual.
Quanto menor o espaço, maior é o desafio para os profissionais que assumem a responsabilidade de decorar e trazer soluções práticas e criativas para a vida do morador. Buscando aproveitar cada cantinho da melhor forma, a arquiteta Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, e a dupla de designers de interiores Lome Chung e Paulo Brites, do escritório Icono Projetos e Interiores, compartilham suas experiências na realização de projetos onde conseguiram oferecer funcionalidades para o dia a dia, além de contribuir para proporcionar as sensações de amplitude e aconchego.

Circulação

“Para imóveis com pequena área útil, é essencial pensar que a circulação não pode ser prejudicada por móveis grandes e espaçosos”, conta Paulo Brites. Assim, opte por armários funcionais e embutidos com dois objetivos claros: não ocupar espaço desnecessário e, ao mesmo tempo, comportar um volume significativo dos itens que integram a vida do cliente.

Cores e decoração

Para a arquiteta Carmem Avila, é fundamental que o projeto tenha o toque do morador. “Mesmo em pequenas dimensões, sempre busco trazer um conceito único e clean ao projeto”, explica. Sobre a paleta de cores, os tons mais claros como branco, cinza e bege são coringas na decoração. “Trabalhar a base neutra e pincelar algumas cores dá personalidade ao espaço”, comenta Lome. Carmem ressalta que uma decoração mais homogênea corrobora para a amplitude e ainda ressalta que texturas, papéis de parede e tapetes coloridos “transmitem muita informação ao ambiente e podem carregar o espaço que já é reduzido”.

 

Funcionalidade

Os móveis soltos valorizam o imóvel e podem ser usados de formas múltiplas”, aconselha Paulo Brites. Os móveis e acessórios devem ser proporcionais ao tamanho do local e, multiuso, aproveitam espaço e função.

Espelhos

O uso de espelho é um grande aliado para a decoração, contribuindo para que os ambientes pareçam maiores e os locais escuros se tornem mais leves e claros. Todavia, uma ressalva importante apontada pela designer Lome Chung: “usar com moderação é uma boa pedida, já que o excesso de espelhos pode deixar o apê desconfortável”.

Apartamento Pequeno @ Reprodução

Iluminação

Ambientes pequenos necessitam de uma iluminação funcional e bonita. “Observar o pé-direito do imóvel é essencial para a instalação do projeto luminotécnico”, revela Carmem. Pendentes são bem-vindos sobre a bancada ou o criado-mudo, desde que não sejam instalados em corredores ou passagens.

Quarto

Muitos proprietários optam por esconder a cama, mas não é obrigatório. “A cama é um item que faz parte da decoração e escondê-la ou não vai de acordo com o desejo do cliente”, explica Carmem. Para a arquiteta, é possível compor um ambiente com cama, móveis e objetos de maneira harmônica e sem ocupar muito espaço.