Música | Os vencedores do Grammy 2019

“This is America”, canção em que Childish Gambino denuncia a brutalidade policial e o racismo, conseguiu um feito inédito para o rap na premiação do Grammy 2019 no domingo (10).
Escolhida como gravação e canção do ano, “This is America” se tornou a primeira faixa de hip hop a vencer uma das duas principais categorias do Grammy em 61 anos, levando ainda os prêmios de melhor vídeo (sensacional) e melhor performance de rap.
Mas Childish Gambino, o alter ego musical do ator Donald Glover, não estava presente para receber a honraria.
Tanto ele quanto o principal indicado, Kendrick Lamar, se ausentaram do espetáculo, o que foi visto como uma rejeição dos rappers motivada por decepções anteriores, quando canções de rap com críticas sociais perderam para o pop e o R&B na maior premiação da indústria da música.

“Eu realmente gostaria que ele (Glover) estivesse aqui agora. Tudo isto foi sua visão e ele merece este crédito”, disse o compositor Ludwig Goransson, que trabalhou com Glover na canção. “Ela toca as pessoas, denuncia a injustiça, celebra a vida e nos reaproxima a todos ao mesmo tempo”, afirmou Goransson, que aceitou o prêmio em nome de Glover.

O Grammy de disco do ano foi para “Golden Hour”, da cantora country Kacey Musgraves, refletindo uma apresentação e um ano dominados por apresentações e prêmios de mulheres de vários gêneros.

“Eu não teria nada sem canções. Tudo tem a ver com as canções”, disse Kacey, que ganhou outros três prêmios.
A rapper Cardi B, que usou um traje preto e prateado de corpo inteiro para interpretar sua canção “Money”, recebeu seu primeiro Grammy – melhor disco de rap para “Invasion of Privacy”.

A nova-iorquina desbocada pareceu estranhamente atordoada com a conquista.

“Ai, os nervos estão abalados”, disse ao aceitar o Grammy. “Talvez eu devesse começar a fumar erva.”

Cardy B Grammy 2019 @ Getty

Lady Gaga ficou com três troféus, e Dua Lipa foi escolhida como melhor artista nova. O rapper canadense Drake, que tampouco era esperado, surpreendeu ao aparecer para receber o Grammy de melhor canção de rap por “God’s Plan”.
Drake, artista campeão de streamings em 2018, disse aos músicos para não se preocuparem em ganhar prêmios.

“A questão é que vocês já venceram se existem pessoas que cantam suas canções palavra por palavra, se você é um herói em sua cidade-natal”, disse.

Lady Gaga Grammy 2019 @ Getty

Confira os premiados 61ª edição do Grammy Awards

MELHOR ÁLBUM DO ANO: “Golden Hour”, Kacey Musgraves
GRAVAÇÃO DO ANO: “This Is America”, Childish Gambino
MELHOR ARTISTA REVELEÇÃO: Dua Lipa
MELHOR ÁLBUM DE RAP: “Invasion Of Privacy”, Cardi B
MELHOR ÁLBUM DE R&B: “H.E.R.”, H.E.R.
MELHOR CANÇÃO DE RAP: “God’s Plan”, Drake
MELHOR ÁLBUM COUNTRY: “Golden Hour”, Kacey Musgraves
CANÇÃO DO ANO: “This Is America”, Childish Gambino
MELHOR PERFORMANCE POP DUO/GRUPO: “Shallow (With Bradley Cooper)”, Lady Gaga
PRODUTOR DO ANO (NÃO CLÁSSICO): Pharrell Williams
MELHOR PERFORMANCE DE RAP (CANTADA): “This Is America”, Childish Gambino
MELHOR PERFORMANCE DE RAP: “King’s Dead”, Kendrick Lamar e “Bubblin”, Anderson Paak (EMPATADOS)
MELHOR ÁLBUM DE ROCK: “From The Fires”, Greta Van Fleet
MELHOR CANÇÃO DE ROCK: “Masseduction”, St. Vincent
MELHOR PERFORMANCE DE ROCK: “When Bad Does Good”, Chris Cornell
MELHOR ÁLBUM URBANO CONTEMPORÂNEO: “Everything Is Love”, The Carters
MELHOR CANÇÃO R&B: “Boo’d Up”, Ella Mai
MELHOR PERFORMANCE R&B TRADICIONAL: “Bet Ain’t Worth The Hand”, Leon Bridges e “How Deep Is Your Love”, Pj Morton (EMPATADOS)
MELHOR PERFORMANCE DE R&B: “Best Part (Feat. Daniel Caesar)”, H.E.R.
MELHOR ÁLBUM DE MÚSICA ELETRÔNICA/DANCE MUSIC: “Woman Worldwide”, Justice
MELHOR GRAVAÇÃO DE DANCE MUSIC: “Electricity (feat. Dua Lipa)”, Silk City
MELHOR ÁLBUM DE POP: “Sweetner”, Ariana Grande
MELHOR ÁLBUM DE POP VOCAL TRADICIONAL: “My Way”, Willie Nelson
MELHOR PERFORMANCE DE POP SOLO: “Joanne (Where do You Think You’re Goin’) (Piano Version)”, Lady Gaga
MELHOR CANÇÃO DE COUNTRY: “Space Cowboy”, Kacey Musgraves
MELHOR PERFORMANCE DE DUO/GRUPO DE COUNTRY: “Tequila”, Dan And Shay
MELHOR PERFORMANCE SOLO DE COUNTRY: “Butterflies”, Kacey Musgraves
MELHOR FILME: “Quincy” (Quincy Jones), Alan Hicks e Rashida Jones (diretores)
MELHOR CLIPE: “This Is America”, Childish Gambino
MELHOR MÚSICA ESCRITA PARA FILME: “Shallow (With Bradley Cooper)”, Lady Gaga
MELHOR TRILHA SONORA (CANÇÕES ORIGINAIS) PARA FILME: “Pantera Negra”, Ludwig Goransson
MELHOR TRILHA SONORA (COMPILAÇÃO) PARA FILME: “The Greatest Showman Soundtrack”, O Rei do Show
MELHOR ÁLBUM ALTERNATIVO: “Colors”, Beck

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.