As primeiras super heroínas das HQs – Parte 6

Na sexta parte do especial As Primeiras Super Heroínas das HQs, as estrelas são Olga Mesmer, Invisível Scarlet O’Neal e Miss America (Joan Dale).

OLGA MESMER – A Garota com olhos de Raios-X

Olga Mesmer foi uma personagem criada para a revista de quadrinhos Spicy Mystery Stories entre agosto de 1937 a outubro de 1938. Também conhecida como ‘A Garota com olhos de Raios X’, sua arte foi creditada a Watt Dell do estúdio Adolphe Barreaux.

1937 Olga Mesmer @ Reprodução

Sua mãe, Margot, habitante do planeta Vênus, foi exposta a uma experiência com radiação pelo pai, Dr. Hugo Mesmer. Assim, Olga nasceu com visão de Raio-X e super força.

1937 Olga Mesmer @ Reprodução

Detalhe: eram os mesmos poderes do ‘Superman’ que seria lançado um ano depois.

INVISÍVEL SCARLET O’NEIL – Chicago Sun-Times Syndicate

1940 Invisível Scarlet O’Neal

A Invisível Scarlet O’Neal estreou nas tiras do jornal Chicago Sun em junho de 1940. Criada por Russell Stamm, sua primeira participação em revista foi na Famous Funnies # 81 em abril de 1941.
A repórter Scarlet adquiriu poderes quando espetou seu dedo num raio de uma máquina criada por seu pai cientista, no qual ficou invisível. Ela acionava o poder ao pressionar um ponto no pulso esquerdo. Inicialmente, ajudava crianças e pessoas em perigos. Depois, começou a auxiliar a polícia no combate ao crime, além de caçar espiões nazistas e sabotadores japoneses.

1941 Invisível Scarlet O’Neal – Revista Famous Funnies # 81 – Abril @ Reprodução

No auge do sucesso, ela estava em tiras de mais de 100 jornais no país, além de ganhar versões em bonecas de papel. Também participava de aventuras na revista ‘Black Cat Comics’. Ganhou versões em impressos da Austrália e México, onde era conhecida como “La Invisible Escarlata”.
Com a perda da popularidade das HQs na década de 1950, Russell Stamm retirou a palavra ‘Invisível’ e as estórias de heroína de Scarlet perderam o foco para centralizar nos seus problemas pessoais. Assim, em 1953, ela ganhou um interesse amoroso, Stainless Steel, um xerife. Um ano após essa mudança, o moço se tornou o protagonista e Scarlet só aparecia ocasionalmente. Em 1956, a HQ foi cancelada.

1945 Invisível Scarlet O’Neal by Russell Stamm @ divulgação

Ela também apareceu em outras publicações da Harvey Comics, assim como na Big Little Books. Em 2007, o Atlantis Studios lançou um especial chamado Untold Origins of Invisible Scarlet O’Neal.
Em 2012, Scarlet ganhou um retrofit de Russell Stamm Jr (estória), Wendell Cavalcanti (lápis) e Rob Jones e Elton Thomasi (tintas) para uma Graphic Novel da New Legends Productions.
Ganhou uma homenagem de Barbara Lhota em Babes With Blades em 2017.

MISS AMERICA – Quality Comics / DC Comics

1941 Miss America

Em agosto de 1941, a repórter Joan Dale aguarda uma fonte (um informante) na Estátua da Liberdade. Enquanto espera começa a ter alucinações no qual a ‘Estátua’ conversa… E conta que ela se tornará uma protetora da justiça graças ao poder que ganhou.
Mas… Na realidade, ela foi drogada pelo informante – agente do governo americano.
Ela foi objeto do Projeto M que lhe deu superpoderes, porém, como acharam não deu certo a deixaram na Estátua da Liberdade.
Seus poderes eram Manipulação de Energia, Poder de Voar, Imortalidade e Regeneração física.
Vestiu um traje com tema da bandeira americana e começou a combater o Mal como Miss America.

1941 Miss America – DC Comics @ Arte de Daniel Acuña

Meses depois, juntou-se ao Tio Sam e os Combatentes da Liberdade / Uncle Sam e Freedom Fighters no combate contra o Japão após o ataque de Pearl Harbor.
Criada por Elmer Wexler, sua primeira aparição foi na revista Military Comics #1, em agosto de 1941. Permaneceu por sete edições até cair no esquecimento até a Timely Comics (antes de virar Marvel) criar outra personagem com o mesmo nome em 1944.

2011 Miss America na revista American Nightmare Parte Five #5

Em 1980, o escritor Roy Thomas reviveu a personagem em ‘Freedom Fighters’ da saga All-Star Squadron.
Depois apareceu em The Sandman #57, na nova versão de Tio Sam e os Combatentes da Liberdade e estrou no Novo 52 em Human Bomb #2, no qual morre durante uma missão.

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.