O Quarto do Casal com Bebê da Mostra+Sustentável 2018

A arquiteta Julia Rodrigues e a designer de interiores Flávia Gouvêa assinam o Quarto do Casal com Bebê da Mostra+Sustentável 2018, que acontecerá até 07 de outubro no Serviço de Saúde Cândido Ferreira, no distrito de Sousas, em Campinas.
O ambiente apresenta o conceito hygge, no qual o principal objetivo é transmitir conforto, paz, aconchego e bem estar para a rotina. Para elas, a casa deve refletir o estilo de vida do cliente, e o hygge foi introduzido na decoração para justamente adicionar essa identidade, o que vem de encontro com o tema da mostra, que é Pousada Ecochique.

“O ambiente será um refúgio para um final de semana ou uma fuga da correria do dia a dia, um local de descanso e paz em meio a natureza”, explica a arquiteta Julia Rodrigues.

Do rústico ao colorido, no ambiente utiliza elementos inspirados no Salão do Mobiliário de Milão 2018, como a mistura das cores e uso do granilite, técnica dos anos 40, que utiliza sobras de tintas dos expositores da mostra e será personalizado com muitas cores e tamanhos diferentes.

“Queremos mostrar um ambiente arrojado, que traz a sensação de bem estar e mostrar que não é necessária a combinação, desde que seja harmoniosa.” afirma Julia

“As cores vibrantes escolhidas atiçam a visão e ao mesmo tempo nos reconforta, para trazer uma atmosfera mais despojada e tropical que temos e amamos do Brasil”, completa a designer Flávia Gouvêa.

Mostra+Sustentável 2018 Quarto do Casal e Bebê @ divulgação

Além disso, no projeto também foi utilizado o urban jungle, que significa floresta urbana e complementa o conceito utilizado na mostra, trazendo o verde da natureza para dentro do quarto, o que faz com a bela paisagem externa se integre ao ambiente do quarto.

“A ideia é trazer a sensação de tranquilidade, de forma leve e casual. Um ambiente seguro e livre para o novo membro da família se desenvolver conforme seu corpo pede”, complementa Flávia.

“A primeira intenção foi trazer uma atmosfera de um bangalô, um lugar onde remete boas energias, acalma e permite um maior contato com a natureza, por isso utilizamos materiais sustentáveis e renováveis como uso de vigas de eucalipto tramados com forro de linho com algodão e utilização de plantas específicas que captam boas energias, integrando o externo com o interno. A rusticidade fica por conta do tijolinho que apresenta o aconchego e nos mostra também que o menos é mais no décor”, afirma Júlia.

O estilo de vida hygge é marcado pelo conforto e leveza e da importância de se conectar o dia a dia com a natureza. Não é algo que se compra, e sim criado pelo morador da casa, que faz do ambiente um local muito mais particular e intimista. No ambiente, destaque para a madeira de diversas texturas e tipos, fibras naturais, paredes rústicas, peças com tronco de eucalipto e terá também uma varanda para valorizar o máximo possível a luz e a ventilação natural.

“No projeto prezamos ao máximo a entrada de luz e a ventilação no interior do ambiente, para controle do ofuscamento foi instalada cortinas com forro translúcido e tecido de linho, o que permite a conexão do ambiente externo com o interno”, afirmam.

Além disso, elas abusaram das texturas macias como lã natural, malha helenca, linho e algodão, uso de muitas almofadas de diferentes tamanhos e mantas. O projeto ainda incluirá roupas sustentáveis da Amizzi, um ateliê que se preocupa com o meio ambiente e utiliza produtos sustentáveis, com sobras de alguns materiais produzem bolsas com os fios dos tecidos. A decoração repleta de objetos pessoais, texturas convidativas ao relaxamento e uma organização não tão meticulosa cria uma característica intimistas.

Espaço do bebê

Mostra+Sustentável 2018 Quarto do Casal e Bebê @ divulgação

Já no quarto foi utilizado o modelo montessoriano que tem como objetivo oferecer um lugar com móveis e objetos na altura dos olhos da criança para que ela possa desenvolver a sua autonomia e liberdade com segurança.

“A proposta é estimular a criatividade de uma criança de até dois anos, para que se expresse e aprenda por meio da liberdade, é como enxergar o mundo de maneira diferente”, explica Julia e Flávia.

Por isso, ao invés de camas altas, colchões no chão oferecem maior liberdade para os pequenos, que podem deitar e levantar quando quiserem. Os brinquedos, livros e roupas devem estar dispostos de forma que a criança possa pegá-los à vontade, para despertar o interesse e não gerar monotonia.
A estrutura da cama foi criada de forma lúdica que remete a uma casinha de floresta feita de madeira com detalhes em macramê para dar todo o charme a “cabana”, ao lado da cama terá um espelho com uma película protetora anti-quebra com apoio feito em varão de cortinas para a criança dar os primeiros passinhos e se conhecer melhor, e ainda a utilização de tapetes como um espaço para brincar em um ambiente seguro e acessível.

“Dessa forma, a criança pode engatinhar, andar e circular pelo espaço sem se machucar. A ideia principal é que a menina explore seu dormitório, para que cresça livre e autoconfiante”, afirma a profissionais.

Ambiente multifuncional

Dentro do ambiente foram desenvolvidas peças de mobiliário multifuncionais, como banco que também é sapateira feito de madeira com acabamento manual em macramê; mobiliário “Vira e Mexe” assinado pela designer Roberta Faustini. As peças podem viram cadeira para criança, mesa ou degrau ou ainda banco ou mesa de apoio para os pais, feitos de compensado com certificado e revestido com laminado PET; a cama montessoriana que vira base de futon, berço e ainda chiqueirinho para os pequenos da loja Sominiare e ainda o trocador desenhado pelo Studio Casa Bem Vestida que preza pela praticidade para ajudar a mãe na hora de trocar a criança, assim como auxiliar a criança na hora de se trocar,

Mostra+Sustentável 2018 Quarto do Casal e Bebê @ divulgação

Artista regional

As profissionais privilegiam a participação de diversos artistas regionais, como a artesã Priscila Quaquio da Sobre Nós Macramê, que cria arte em macramê, Mariana Werson e sua mãe Maria Paula Werson, da Dtricot, que executam trabalhos manuais de maxitricot feito com lã merino, Jaquilina Carvalho da La Mad com suas peças em crochê, Martha Nucci do Estúdio Lixa, que reforma, customiza e reutiliza objetos e as artistas Mayra Moral e Tainá Mullher, da Abacaxi Decoração Criativa vão pintar na parede no quarto do bebê uma árvore o que vai de encontro ao conceito montessoriano e ainda ao estilo urban jungle da representação da natureza dentro do espaço.
Além disso será utilizado produtos exclusivos da Peroba Rosa, de Alexandre Francisco e Vivian Murieli, que criam móveis e objetos de decoração no estilo rústico com o uso de reaproveitamento de madeiras de reflorestamento.
O quarto de casal com bebê conta também com peças exclusivas feitas com reaproveitamento de materiais e papel reciclado artesanal e assinada pela designer Roberta Faustini em parceria com a Oficina de Papel da Instituição Cândido Ferreira.

Serviço

Mostra+Sustentável 2018
Data: de 29 de agosto à 07 de outubro
Horário: quartas, quintas e sextas das 15h às 21h; sábados, domingos e feriados das 14h às 21h.
Local: Serviço de Saúde Cândido Ferreira (Rua Antônio Prado, 430 – Sousas, Campinas/SP)
Ingresso: R$ 32 reais – R$ 16,00 (idosos, estudantes e portadores de necessidades especiais)