Ateliê ‘Foi o Jorge que fez’ aposta na Marchetaria

Marchetaria é a arte do encaixe ou técnica de ornamentar superfícies planas de móveis, pisos, tetos, através da incrustação de materiais diversos, tais como: madeira, metais, madrepérola, pedras, etc., tendo como principal suporte a madeira. A palavra veio do francês ‘marqueterie’ e define a arte como uma técnica de decoração por meio da aplicação de tais materiais.
Os objetos de marchetaria são construídos a partir da montagem e colagem de peças sem a ajuda de pregos. Para elaborar uma peça deve-se encaixar as lâminas ou pedaços de madeira de variadas cores, decorando de forma artística o objeto.
A técnica data de aproximadamente 3000 anos atrás, desde a época dos egípcios. Caixas de alto requinte, painéis e mobílias decorativas enriqueciam os palácios e templos da época. As áreas básicas de atuação são bem abrangentes, como na construção de objetos utilitários, bijuteria, reciclagem de móveis, painéis para decoração, quadros, esculturas e restauração.
Essa arte foi a base da segunda fase da coleção do Inverno 2019 do Ateliê Foi o Jorge que fez.
Lembrando que o conceito de reaproveitamento é o ponto de partida da marca de slow fashion criado pelo designer Jorge Marcelo Oliveira, reutilizando o descarte do Ateliê Casagrande, que trabalha com objetos de decoração de madeira.
A coleção pode ser encontrada no Insta, Facebook e site da marca (www.foiojorgequefez.com.br).

Sobre a marca

O Ateliê Foi o Jorge Que Fez nasceu em maio de 2018 pelas mãos do jornalista, editor de estilo e designer Jorge Marcelo Oliveira.
A ideia surgiu a partir da observação das sobras de pedaços de madeiras sustentáveis descartadas da produção do mobiliário e dos objetos de decoração do Ateliê de Flávio Casagrande (@ateliecasagrande).
Os traços da madeira (Pinnus, em destaque) apresentam uma identidade própria. Seus pedaços contam com desenhos únicos que não se repetem. Desta forma, cada criação nunca é igual à outra.
O processo começa com as escolhas dos pedaços. Eles são perfurados, lixados, encerados, hidratados… Num processo lento e manual.
A etapa seguinte é dedicada à criação. Buscando referências em variados movimentos da Arte, Design, Moda e Decoração, Jorge Marcelo Oliveira testa, mistura conceitos e reverte as regras dos manuais do ‘certo e errado’.
A peça brilha sozinha ou combinada com outros elementos, como Pedras, Murano, Cerâmicas, Resinas, Porcelanas, Metais, Acrílico, ABS, entre outros.
O resultado são peças únicas e originas no melhor conceito do Design Autoral.
Eventos
Foi o Jorge que fez fez sua estreia no evento Jorge à Porter (Essencial Marketing, Nova Campinas, Campinas). Participou do Mais Que Um Bazar (Sousas, Campinas), Bazar Espaço Baú (Araras), Bazar Ju Tantas (Americana), Mercado Poró (Nova Campinas, Campinas), Artefacto Design (Nova Campinas, Campinas), Bazar do Bem (Paineiras, Campinas), CASABERTA – Design Autoral (Nova Campinas, Campinas), entre outros.