Jocelyn Brown é um ícone da Dance Music

Jocelyn Brown é uma cantora de pop, soul, R&B e House Music nascida em 25 de novembro de 1950 na cidade de Kinston, Carolina do Norte. Sua tia, Barbara Roy, cantou no grupo ‘Ecstasy, Passion and Pain’. Foi sua inspiração para cantar no coro das igrejas no Brooklyn e Washington, D.C.
Gradualmente, deixou o gênero gospel para entrar em bandas locais, como Machine e Kleeer. Em seguida, foi backing vocal do cantor Monty Rock III cantando no grupo Disco Tex and the Sex-O-Lettes, que chegou às paradas com “Get Dancing”. Também esteve no Musique (“Keep On Jumpin'”), Dazzle (“Walk Before You Run”), Inner Life (“Caught Up in a One Night Love Affair’, de 1979, foi uma das mais populares nas pistas Disco do Studio 54, Paradise Garage, The Fever e Harlem World), Bad Girls, Salsoul Orchestra, Disco Tex and The Sex-O-Lettes, Cerrone, Chic e Change.

Fez backing vocal para John Lennon, Roberta Flack, Dan Hartman e George Benson.

A balada “If I Can’t Have Your Love”, de 1981, é considerada uma das melhores gravações entre os fãs do Soul Music.

Em 1982, ela trabalhou no filme ‘Divine Madness, estrelado por Bette Midler.
Em 1984, Brown lançou o single “Somebody Else’s Guy” que alcançou o #2 na parada de R&B da Billboard (#75 no Hot 100) e se tornou o título de seu primeiro álbum, lançado no mesmo ano. Dois anos depois, ela lançou “Love’s Gonna Get You”.

Dona de uma voz poderosa, colocou 23 singles na Parada Hot Dance Musica/Club Play – quatro atingiram o primeiro lugar. Apesar disso, sua carreira solo nunca decolou no mainstream e não teve sucesso comercial. Ela é, isto sim, um ícone da cultura LGBTQ+, principalmente nos anos 80, 90 e 2000.

Carreira

Foi backing vocal da turnê do Culture Club em 1985 e gravou com o grupo no álbum ‘From Luxury to Heartache’. Em 1987 foi coautora, junto com Boy George do sucesso “Keep Me In Mind”.
Na década de 90, Jocelyn se tornou uma das vítimas da mania de samplear e sua frase “I’ve Got the Power” foi retirada de seu hit Love’s Gonna Get You de 1986, pelo grupo Snap! para o sucesso “The Power”.
Em 1990, sua voz voltou ao sucesso “Always There” com o grupo Incognito.

Em 1991, fez backing vocal para o grupo Right Said Fred’s no sucesso “Don’t Talk Just Kiss”.

Ao lado de Kym Mazelle (pioneira do House Music na Europa) regravou o sucesso disco de Barbra Streisand e Donna Summer “No More Tears (Enough is Enough)”, em 1993.

Em 1996, Jocelyn fez um retrofit de “Keep On Jumpin'” para o DJ Todd Terry ao lado de outra voz poderosa Martha Wash.
O trio voltou a se encontrar em “Somethin’ Going On” no ano seguinte.

1998 – Regravou o sucesso da década de 60 de Marvin Gayer “Ain’t No Mountain High Enough”.

Em 1999 – Gravou com Ministers de la funk a canção “Believe”. Ganhou diversos remix, entre eles um do DJ Junior Vasquez que dominou as pistas de dança LGBTQ+.

Em 2007 cantou o hino nacional dos Estados Unidos, The Star-Spangled Banner no Estádio de Wembley, na primeira partida de futebol americano para a temporada regular jogada em solo estrangeiro. O jogo foi entre New York Giants e Miami Dolphins.

Em 2011, ela participou da segunda temporada do reality inglês ‘Pop Star to Opera Star, sendo eliminada no segundo episódio depois de interpretar uma ária da ópera ‘Carmen’ de Bizet.

Ela mora na Inglaterra, onde está se apresentando no Jazz Café.