A origem do Apfelstrudel

Ana Barbosa @ Divulgação

Coluna assinada pela gastróloga Ana Barbosa

Apfelstrudel – em sua tradução literal redemoinho de maçã – é uma sobremesa que me remete a memória afetiva. Todo Natal, desde que me entendo por gente, minha irmã mais velha ia para a cozinha e o preparava com toda pompa que esta sobremesa exige. E hoje, vou te contar um pouco sobre a história desta maravilha.
Antes quero fazer um parêntese – quem já assistiu ao filme “Bastardos Inglórios” (2009) sabe que é um filme dirigido por Quentin Tarantino, que virou um clássico quase que de imediato com as cenas de violência crua e seus diálogos atordoantes. A trama acontece durante a Segunda Guerra Mundial, na França, onde um grupo de militares judeus americanos conhecidos como Bastardos espalha o terror entre o terceiro Reich e organizam um assassinato em massa. Ao mesmo tempo, Shosanna (Mélanie Laurent), uma judia que fugiu dos nazistas, planeja uma vingança para acontecer durante uma sessão de cinema que reunirá os líderes do partido nazista.

Christoph Waltz em cena de Bastardos Inglórios @ Reprodução

Em um determinado momento, ela que se apresenta como Emmanuelle Mimieux, é levada ao restaurante onde estão alguns nazistas do alto comando. É convidada a se unir a eles. Tudo parece estar sob controle até que, entra em cena o Coronel Hans Landa (Christoph Waltz). Rola muita tensão. O Coronel pede dois Strudel com creme.
Tensão à parte, a forma como a sobremesa é degustada me deu água na boca.

A origem

Apfelstrudel @ Divulgação

O Strudel é tão comum na Europa que muitos pensam que é uma sobremesa alemã, mas a verdade é que é uma herança gastronômica turca que os húngaros receberam da ocupação otomana do século XVI.
Conhecido como rétes, era preparado com massa phyllo com variados recheios, tais como semente de papoula, nozes, cereja silvestre, abóbora, ricota, repolho e até maçã. Somente no século XIX, após a queda do domínio turco, a Hungria ficou sob ocupação austríaca. Naquela época houve uma boa safra de maçã, que se tornou a preferida para rechear o rétes.
E claro, esta maravilha não demorou a conquistar toda a Europa. Na parte central, ela passou a ser feita com massa folhada, e ficou conhecida por Apfelstrudel – redemoinho de maçã.
Não importa se o strudel é feito de massa phylo ou folhada, a verdade é que esta perfeição é uma delícia e todos deveriam apreciar quente ou fria, acompanhada de sorvete de creme ou nata, creme inglês, nata batida ou apenas finalizada com açúcar impalpável. É sucesso garantido!
Uma dica: ao invés de preparar a massa é possível utilizar massa folhada pronta. Indico a marca Arosa. Facilita bastante e o resultado é incrível!

Receita:

Ingredientes
– 300 gramas de massa folhada
– 4 maçãs grandes
– 3 colheres de sopa açúcar
– 3 colheres de sopa uvas passas
– 3 colheres de sopa nozes picadas
– 1/2 limão
– a gosto canela em pó
– a gosto açúcar de confeiteiro

Modo de preparo
Descasque as maçãs, retire o miolo e corte em cubinhos, transfira para uma travessa e regue com o suco do limão, coloque a canela em pó e misture bem, adicione o açúcar, as uvas passas e as nozes picadas grosseiramente e misture bem novamente.
Abra a massa folhada coloque o recheio no meio deixando uma margem de, aproximadamente 1 cm, para poder fechar.
Você pode fechar o strudel fazendo uma espécie de trança, para isso, precisa cortar as laterais da massa em largura e número iguais para que dê certo a trança. Não faça cortes muito longos para evitar que o líquido do recheio vaze durante o cozimento. Se quiser pode fechar como um envelope também, mas é importante fazer alguns furos para deixar o vapor do recheio sair.
Depois de cortar é preciso passar um pouco de água nas margens para que ela cole facilmente. Então puxando uma tira de cada vez e intercalando vá fechando a massa.
Depois de tudo fechado com muito cuidado coloque em uma assadeira e deixe assar em forno médio 180ºC por cerca de 30 minutos, ou até que a massa estufe e comece a dourar por cima. Retire do forno e aguarde que esfrie um pouco.
Salpique com o açúcar de confeiteiro peneirado para dar um visual bonito e sirva cortando em fatias ainda quente acompanhado de um sorvete de creme ou outro que você queira ou mesmo frio.
Rendimento: 8 porções