Você sabe diferenciar o palmito?

Jocielly Bobinsky @ Acervo pessoal

Coluna assinada pela chef Jocielly Bobinsky

Perfeito para compor as mais variadas preparações, o palmito é um alimento leve e versátil, ideal para incrementar pratos diversos. Sendo assim, com sabor levemente ácido, o palmito é suculento e saboroso. Mas você sabe o que é um palmito?
Além disso, conhecido como o coração da palmeira, trata-se de um cilindro branco contendo, em seu interior, camadas de fibras enroladas de textura macia e lisa. Em resumo, existem, basicamente, três tipos de palmitos: açaí, pupunha e juçara.
Palmito pupunha: apresenta sabor suave, possui um tamanho maior e é mais macio se comparado aos outros.

Palmito Pupunha

Palmito juçara: nativo da Mata Atlântica, geralmente é mais vistoso e carnudo que os demais palmitos. Sua forma de extração é agressiva e já levou a palmeira a correr risco de extinção.

Palmito Juçara

Palmito de açaí: é macio e suculento e parecido com o Juçara. Sua extração é menos agressiva do que a do anterior.

Palmito de açai

O uso do miolo da palmeira na alimentação é antigo. Só para exemplificar, na carta que Pero Vaz de Caminha escreveu a respeito da chegada da esquadra de Cabral às terras brasileiras (ainda sem nome oficial na época), existe um grande destaque ao alimento.
É inegável que qualquer um dos três tipos de palmito é uma delícia. Entretanto, quando estamos falando de cuidado com o meio ambiente, o Pupunha salta na frente. Isso porque a produção dos tipos juçara e de açaí ainda é baseada na exploração de espécies nativas. Nesse sentido, a extração de palmitos dessas espécies contribui para a extinção das mesmas, já que a palmeira, em especial a da juçara, morre após a colheita do palmito. Contudo, para poder aproveitar realmente os benefícios nutricionais, vale a pena consumir o alimento in natura. Isso porque, quando o compramos em conserva, a quantidade de sódio é muito mais elevada. Além disso, a quantidade de outros nutrientes, como a fibra, tende a ser menor.

Canelone de palmito
Ingredientes
1 pote de requeijão cremoso (200g)
1 caixa de creme de leite (200g)
1/2 xícara (chá) de leite
2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
2 colheres (sopa) de azeite
Sal a gosto
250g de discos de massa de pastel
250g de presunto fatiado
250g de queijo muçarela fatiado
500g de palmito em conserva escorrido
100g de queijo parmesão fresco ralado
Modo de preparo
Em uma tigela, misture o requeijão, o creme de leite, o leite, o cheiro-verde, o azeite e sal. Sobre cada disco de massa de pastel, coloque uma fatia de presunto, uma de muçarela e um palmito. Enrole como rocamboles e reserve. Forre uma travessa com 1/3 do molho de requeijão, ajeite os canelones por cima e cubra com o molho restante. Polvilhe com o parmesão e leve ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos ou até gratinar. Retire e sirva em seguida.

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.