Panna Cotta foi a estrela do filme ‘O Poço’

Ana Barbosa @ Divulgação

Artigo assinado pela gastróloga Ana Barbosa

Panna cotta em sua tradução literal significa creme de leite cozido ou nata cozida. Seu nome é uma referência ao creme, que quando junta com o açúcar, gelatina e a baunilha, se completam. Pode ser coberta com caldas de frutas frescas, geleias, caramelos ou chocolate derretido, ou também o que a sua imaginação mandar.
A origem exata é um mistério. O que se sabe é que é da região de Piemonte, na Itália. Porém, também existe a história que foi criada por uma senhora húngara, no século XX, que vivia na região de Langhe, mais especificamente na província de Asti, em Piemonte. Outra origem, sem certeza nenhuma, seria uma variação do doce francês blanc manger (manjar branco).
Especulações à parte, o que posso afirmar é que a panna cotta é considerada um orgulho regional e faz parte do Produto Agroalimentar Tradicional de Piemonte (PAT).

Cena do filme O Poço com a Panna Cotta @ Netflix

Quem aí se lembra de quando o canal de streaming Netflix, em agosto de 2020, divulgou um vídeo promocional do filme “O Poço”? Ele se passa numa prisão, onde os detentos são alimentados por uma plataforma descendente – os que estão nos níveis mais altos comem mais do que precisam enquanto os dos andares mais baixos ficam com as migalhas. Até que um homem decide mudar o sistema.
Por um lado, foi um sucesso, mas houve também pessoas que ficaram incomodadas com a forma com que a natureza humana foi retratada: egoísta, cruel e selvagem.
E eu quero chamar atenção a uma imagem: a panna cotta.
Em uma cena de muita tensão, os trabalhadores Goreng e Baharat se encontram com o homem sábio, que explica que deveriam escolher um prato delicioso e impecavelmente apresentado. O prato deveria subir e descer intacto. Quando eles descem aparece uma panna cotta. O mesmo homem avisa que eles deveriam protegê-la, pois ela carrega uma mensagem.
Todavia, a panna cotta não leva a mensagem necessária e os trabalhadores da cozinha são punidos pelo chefe. Explica que a sobremesa não foi comida por conter um fio de cabelo – como demonstra uma das cenas fora da sequência temporal do poço.
Concluindo, realmente a panna cotta é um primor de beleza e simplicidade, de um sabor singular e característico.

Aos que ainda não comeram esta delícia e aos que querem aprender a fazê-la, para não perder o costume, segue a receita.

Panna Cotta com calda de frutas vermelhas
Ingredientes

Panna Cotta:
– 1 litro de creme de leite
– 180 gramas de açúcar
– 5 gramas de baunilha
– 12 gramas de gelatina sem sabor

Calda de frutas vermelhas:
– 200 gramas de água
– 160 gramas de açúcar
– 500 gramas de frutas vermelhas
Modo de preparo
Panna Cotta: coloque o creme de leite, o açúcar e a baunilha em uma panela para ferver. Após a fervura, desligue o fogo e adicione a gelatina já hidratada (siga instruções do pacote). Coloque em taças individuais e leves à geladeira.
Calda de frutas vermelhas: reduza a água com açúcar pela metade no fogo, adicione as frutas vermelhas na calda e bata no liquidificador.

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.