Canção de Sia atinge um bilhão de stream no Spotify

Sia atingiu na quarta-feira, 13 de março, a marca de um bilhão de streams no Spotify com a música “Cheap Thrills”. Esse é o maior sucesso da carreira da cantora.
Lançada em 2016 no álbum “This Is Acting”, atingiu o primeiro lugar nas paradas oficiais dos Estados Unidos, Itália, Alemanha, França, entre outros países.
De acordo com cálculos matemáticos, a faixa foi ouvida foi ouvida por, aproximadamente, 10 pessoas por segundo desde o lançamento no dia 29 de janeiro de 2016.
Curiosamente, a música foi escrita para Rihanna gravar, mas acabou sendo descartada. Por sinal, o álbum “This Is Acting” foi gravado com músicas nessa mesma situação, feita para outros artistas.

Sia @ Washington Post

Seu início

A cantora soprano lírica Sia Kate Isobelle Furler nasceu em 18 de dezembro de 1975 em Adelaide, na Austrália. Nos meados dos anos 90, tornou-se vocalista da banda de acid jazz Crisp, que durou até 1997. Gravou o álbum Only, mudou-se para Londres e integrou o Zero 7.
Em 2000, Sia assinou contrato com a Dance Music e lançou seu segundo álbum de estúdio, Healing Is Difficult, em 2001.
Descontente com a promoção do álbum, ela assinou com a Go! Beat e lançou ‘Colour the Small One’, em 2004. Não aconteceu e a cantora resolve se mudar para Nova Iorque em 2005. Ela lançou seu quarto e quinto álbum de estúdio, Some People Have Real Problems e We Are Born, em 2008 e 2010, respectivamente.
Em 2009, Christina Aguilera pediu composições o álbum ‘Bionic’. Sia assinou três canções. Em 2010, ela também co-escreveu “Bound to You” para a trilha sonora do filme ‘Burlesque’, com Christina e Cher. A canção foi indicada a categoria Melhor Canção Original no 68º Globo de Ouro.
Em maio de 2011, Sia apareceu na temporada inaugural da versão norte-americana de The Voice como conselheira de Aguilera, que atuou como treinadora vocal e juíza.
Depois do lançamento do álbum ‘We Are Born’, saiu em turne pela América do Norte e Europa. Seu nome já estava se destacando, mas ela ficou desconfortável.

Ela se recusou a promover suas turnês, começou a usar uma máscara no palco e tornou-se cada vez mais dependente de drogas e álcool. No auge pensou em suicídio. A partir desse momento, resolveu se aposentar como cantora, focando na carreira de compositora.
No mesmo ano, escreveu ‘Titanium’ para Alicia Keys, mas depois que foi enviada para ser musicada por David Guetta, Giorgio Tuinfort e Afrojack, sua voz se manteve. O single foi um sucesso astronômico. Primeiro lugar nas Paradas Inglesas de Dance e Single’, Escócia, Brasil, México e Israel e terceiro nas Paradas da Billboard nas categorias Dance Club Songs e Maistream Top 40. Dois anos depois, ela continuava entre as 100 mais tocadas na Austrália, Canadá e Nova Zelândia.
Em outubro de 2013, ao lado de Weeknd e Diplo lançou ‘Elastic Heart’ para o filme ‘Jogos Vorazes: Em Chamas’.

Sucesso

Em julho de 2014 Sia lançou o seu sexto álbum de estúdio, ‘1000 Forms of Fear’, que atingiu o 1º lugar na Billboard 200 dos Estados Unidos.
O single “Chandelier” alcançou o 8º lugar na Billboard Hot 100. O sucesso continuou em outros países. Em janeiro de 2015, dois milhões de cópias do single já tinham sido vendidas nos Estados Unidos.
No Grammy Awards 2015, “Chandelier” foi indicado a Gravação do Ano, Canção do Ano, Melhor Performance Pop Solo e Melhor Vídeo Musical. No mesmo ano, venceu o Brit Awards 2015 como Melhor Cantora Internacional.
Para as apresentações ao vivo, Sia escondeu seu rosto com uma enorme peruca loira platinada – que se tornou uma marca. Nos videoclipes de “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”, coreografados por Ryan Heffington e co-dirigido por Sia e Daniel Askill, a dançarina Maddie Ziegler apresenta-se juntamente com ela. Os três vídeos receberam um total de mais de 2,7 bilhões de visualizações no Vevo.
Em entrevista a revista Interview, ela explicou a comediante Kristen Wiig o motivo:

“Estou tentando ter algum controle sobre a minha imagem. E eu tenho direito de manter um pouco de mínima privacidade. […] A maioria das pessoas não tem que estar sob essa pressão e eu gostaria de ser uma delas”.

Em abril daquele ano, sua performance no Festival Coachella fez tanto sucesso que se tornou um viral. Era seu primeiro concerto completo desde 2011.
No mesmo ano, saiu com a turnê ‘Nostalgic for the Presentr’ pelos EUA, Oriente Médio e Europa. Em setembro, lançou o single ‘The Greatest’ com participação de Kendrick Lamar. No You Tube, teve cinco milhões de visualizações e dez milhões de inscritos.
Escreveu e/ou gravou canções para o filme ‘Annie (2014)’, a série ‘Transparent (2015)’, ‘Beat Bugs (2016)’, ‘Zootopia (2016)’, a série Star Trek Beyond (2016)’, ‘Lion – Uma Jornada para Casa (2016)’, ‘Mulher Maravilha (2017)’, ‘Meu Pequeno Poney: O Filme (2017)’ e ‘Encantado (2018)’.

Vida Pessoal

Quando perguntada sobre sua sexualidade em 2009, ela disse:

“Sempre namorei homens e mulheres […]. Eu não me importo com o gênero que você é […] Eu sempre fui… bem flexível, é a palavra que eu usaria.”

Na época, mergulhada numa depressão profunda e no vício em analgésicos e álcool, planejou cometer suicídio, chegando a escrever uma carta no caso dela se matasse.
Em 2010, seu site anunciou que todos os eventos e shows promocionais programados foram cancelados devido à sua má saúde. Ela também teve letargia e ataques de pânico, considerando se aposentar permanentemente de realizar turnês. Em sua conta no Twitter, a mesma informou que foi diagnosticada com doença de Graves – uma doença autoimune que afeta a tiroide.
Mais tarde naquele ano, em uma entrevista para ARIA Awards, Sia disse que sua saúde estava melhorando após repouso e terapia.
Furler casou-se com o cineasta Erik Anders Lang em sua casa em Palm Springs, Califórnia, em agosto de 2014. O casamento durou até dezembro de 2016.
Durante uma aparição no The Howard Stern Show 2014, ela foi perguntada se era religiosa, a que ela respondeu:

“Eu acredito em um poder superior, realmente em Deus.”

Na mesma entrevista, ela afirmou que é feminista e que foi inspirada divinamente para compor “Diamonds”. Uma de suas tatuagens, na mão, está escrito “Whatever Dude” (em português: “Tanto faz cara”).

Um comentário

  1. Acho incrível como esses artistas fazem sucesso com músicas gritando por socorro e a galera escuta loucamente mas ninguém realmente capta a mensagem, pobre mulher…. só mais uma entre tantas se afogando em dor!

    Curtir

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.