Oscar 2020: História de um Casamento

História de um Casamento é um filme sobre pessoas. Parece tonto falar desse jeito sobre uma obra de cinema, mas fazia tempo que não assistia a um filme sobre pessoas comuns que passam pelo doloroso processo de divórcio sem cair na mesmice.
De um lado, Charlie (Adam Drive) é um talentoso diretor off-Broadway. Do outro, Nicole (Scarlett Johansson), uma atriz de cinema comercial que abandona a ensolarada Los Angeles para se casar e estrelar as peças do marido. No meio, o filho pequeno Henry.
Para representa-los no tribunal, duas feras da advocacia Nora Fanshaw e Jay Marotta.
O primeiro ponto que chama a atenção no filme de Noah Baumbach é entender que, apesar da decisão de separar, o casal ainda se ama (diversas cenas comprovam isso), porém, não querem mais ficar juntos. Simples, mas complicado ao mesmo tempo. Esse detalhe é trabalhando com maestria no roteiro que foge do lugar comum.
O elenco é um show. Scarlett tem o melhor papel de sua vida. Mesmo não sendo uma grande atriz, ela acerta o tom numa atuação correta. Melhor sorte tem seu companheiro de cena, Adam Driver, que rouba a cena com uma atuação que o coloca entre os favoritos ao Oscar 2020 (já ganhou os prêmios Gothan Independent Film Awards e dos críticos de cinema de Atlanta. Outra que arrasa é Laura Dern, que, se um cometar não cair no Dolby Theater em fevereiro, ouvirá seu nome se anunciado como a Melhor Atriz Coadjuvante.

O filme está no catálogo da Netflix a partir dessa sexta-feira, 06 de dezembro.