As primeiras super heroínas das HQs – Parte 3

Pergunta para os fãs: quem nasceu primeiro? Mulher Maravilha e Mulher Gavião?
Pois bem, a terceira parte do especial ‘As Primeiras Super Heroínas das HQs responde a pergunta, além de relembrar da (hoje) esquecida Gale Allen.

Mulher Gavião – All-American Publications / DC Comics

Criada por Gardner Fox (estória) e Dennis Neville (ilustrador), inicialmente, Shiera Sanders era o interesse amoroso de Carter Hall, Gavião Negro na revista ‘Flash Comics #1, em janeiro de 1940, da All-American Publications (depois DC Comics).
O arqueólogo Carter Hall sonhou que era o príncipe egípcio Quéops casado com a Princesa Chay-Ara. No dia seguinte, ele encontrou a jornalista Shiera Sanders, idêntica a moça dos sonhos.
De fato, eles eram encarnações dos príncipes que foram assassinados por Hath-Set, o sacerdote do Rei Anúbis, que usou uma faca com o Metal Enésimo. Em suas vidas posteriores, Quéops e Chay-Ara renasciam destinados a se encontrar e se apaixonar.
Nos anos 40, Carter assumiu a identidade de Gavião Negro e Shiera a Mulher Gavião (Hawkgirl), porém, como heroína, ela só apareceria na revista All Star Comic#5, em julho de 1941.
Graças ao Metal Enésimo, Shiera dominou a gravidade, imortalidade, força sobre humana, fator de cura, garras perfurantes, comunicação com pássaros, regulação de temperatura corporal, reencarnação, entre outros.
Com a queda de popularidade dos super-heróis no decorrer da década, o casal encerrou suas vidas na revista Flash Comics em 1949.

Era o final da Era de Ouro das HQs, iniciada em 1938 para dar início a Era de Prata em 1956. Assim, a DC Comics ressuscitou o Flash com mudanças na identidade e origem dos personagens.
O casal reaparece na revista ‘The Brave and The Bold #34 em 1961, como agentes da lei do planeta Thanagar, que chegaram à Terra para prender um criminoso.
A ‘nova’ Mulher Gavião (inicialmente Hawkgirl, depois Hawkwoman) também mudou o nome para Shayera Hol. Essa mudança acompanha a poderosa maça (ou clava), capaz de afetar criaturas mágicas.
Com o estabelecimento do sistema de múltiplos universos da DC, Hawkgirl vivia na Terra-Dois, enquanto a Hawkwoman na Terra-Um.
Isso foi inicio de uma grande confusão que a DC penou para explicar posteriormente aos leitores.
Em agosto de 1999, a revista JSA Secret Files #1 trouxe a terceira versão é Kendra Saunders, sobrinha-neta e reencarnação da primeira Mulher-Gavião, foi criada por Geoff Johns e James Robinson.

Mulher Maravilha – All American Publications / DC Comics

1941 Mulher Maravilha @ Reprodução

Parte da Santíssima Trindade das HQ (junto com Superman e Batman), Mulher Maravilha nasceu em dezembro de 1941 na revista All Star Comics#8, escrita pelo psicólogo William Moulton Marston, sob o pseudônimo de Charles Moulton e pela advogada Elizabeth Marston, sua esposa. Foi desenhada por Harry G. Peter.
A estória ganhou continuação no mês seguinte. Com o sucesso alcançado, ganhou sua primeira HQ Wonder Woman #1 em maio de 1942.
Super força, Invulnerabilidade, Fator de Cura, Sentidos Aprimorados, Agilidade Sobre-Humana, Projeção e Manipulação de Energia, voo, super velocidade e imortalidade são os poderes da Princesa Diana de Themyscira – Deusa da Verdade e da Guerra.

As várias fases da Mulher Maravilha @ domínio público

O principal diferencial perante as outras super-heroínas é que ela não é um spin-off de um super-herói masculino (como Supergirl e Batgirl), nem foi criada para ser o interesse de amor de um super-herói masculino (Mulher-Gavião, Miss Marvel, Bulletgirl, Batwoman), parente (Mary Marvel, Mulher-Hulk), token de equipe (Mulher-Invisível, Miss Marvel) ou femme fatale (a primeira Mulher-Gato, Viúva Negra). Ela foi criada com estória própria, no qual, a tornou mitológica.
Gal Gadot estrelou o filme solo de 2017, que rendeu U$ 821,847 milhões de bilheteria em todo o mundo.
Antes, Lynda Carter estrelou uma série de TV entre 1975 a 1979.

Gale Allen – Fiction House

Na edição número #4 da Planet Comics (abril 1940) surgiu Gale Allen, uma princesa Venusiana, descendente do Rei Rogert, o primeiro terráqueo a posar no planeta Vênus.
Gale se tornou agente da Universal Space Patrol e viajou pelas galáxias combatendo a injustiça. Tornou-se Capitã do Esquadrão de Garotas (‘The 40th Women’s Space Battalion), composto por mulheres soldados e pilotos. O quartel general da heroína ficava em Vanam, a capital do planeta Vênus.
Ela lutou contra o Mestre Maluco de Vênus e principalmente com o Príncipe Blaga Daru, um ditador que desejava conquistar a Terra e transforma-la em sua companheira.
Durante um dos combates com Daru, a moça se tornou a Comandante da Força Aérea dos EUA.
Suas primeiras aventuras se passavam em 1990 e as últimas aconteceram na metade do século 21.
Criada por Douglas McKee (estórias) e Bob Powell (ilustrador), Gale apareceu em todas as edições entre os números #4 e #42 da Planet Comics.

(Artigo escrito por Jorge Marcelo Oliveira)

Confira a parte um e parte dois.

Um comentário

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.