As primeiras super heroínas das HQs – Parte 9

Vermelho foi a escolha de três moças para seus uniformes usados para combater o Mal nos anos 40. Duas com vestidos e máscara e a terceira com um maiô com estampa da bandeira americana usado com capa azul.
Loira Fantasma (Louise Grant Mason), Miss Masque (Diana Adams) e Yankee Girl (Lauren Mason) são as estrelas da Parte 9 do especial As Primeiras Super-Heroínas das HQs.

LOIRA FANTASMA/BLONDE PHANTOM – Timely Comics – Marvel Comics 1946

Louise Grant Mason era uma secretária do detetive Mark Mason que assumiu a identidade de Loira Fantasma/Blonde Phantom no combate ao crime.
Usando uma pequena pistola, máscara e vestido vermelho, sua estreia aconteceu na revista All Select Comics #11 – edição do inverno americano de 1946. Fez muito sucesso que apareceu em outras revistas da editora.

1946 Loira Fantasm – Blonde Phantom #12 Dezembro @ Domínio Público

Foi criada por Stan Lee e Syd Shores, historiadores encontraram semelhanças entre ela e a personagem de Millie the Model #2, lançada no mesmo período. Porém, não se sabe quem copiou quem.
Em maio de 1949, suas revistas mudaram de estilo para se transformar em estórias românticas.
Aposentada da máscara, viúva e mãe de dois filhos, Louise Mason voltaria como secretária do promotor de justiça Blake Tower na série A Sensacional Mulher-Hulk #2 (junho 1989). Em duas edições, sua filha Wanda Louise veste uma versão atualizada do uniforme da mãe no combate ao crime.

1947 Loira Fantasma – Blonde Phantom – Marvel Mystery Comics #84 Outubro @ Domínio Público

Depois na edição de aniversário All Select Comics 70th (fevereiro 2009) e em cinco números da minissérie Vingadores 1959 (Dezembro 2011).

1989 Loira Fantasma Wanda Louise @ Reprodução

Ela está a posição # 98 da lista das ‘100 Mulheres Mais Sexys das HQs’ elaborada escritor Brent Frankenhoff para o Comic’s Buyer’s Guide’s, em outubro de 2011.

MISS MASQUE / Diana Adams – Nedor Comics, AC Comics, America’s Best Comics, Dynamite Entertainment 1946

A jovem e rica canadense Diana Adams visitou Nova Orleans para o Mardi Gras. Como se esqueceu de trazer fantasia acaba numa misteriosa loja em Bourbon Street, onde encontra um vestido curto vermelho, luva, chapéu, bota e máscara preta. O proprietário tentou avisa-la que o traje que escolheu ‘possuía o espírito da justiça’, porém, como estava com pressa, ignorou o aviso.

1947 Miss Masque – Exciting Comics # 53 – Janeiro @ Domínio Público

Quando a festa foi interrompida por criminosos, ela impediu a ação e ainda salvou a vida de um participante. Muito feliz com a experiência, ela decidiu que o combate ao crime seria sua principal ocupação numa América pós-Segunda Guerra Mundial. Seu uniforme ganhou duas pistolas. Tempos depois, trocou o vestido curto por top e mini saia (ou shorts).
Sua primeira aparição foi na revista Exciting Comics #51 da Nedor Comics (Setembro de 1946), porém a primeira capa foi na edição #53 (Janeiro de 1947). Também apareceu na Fighting Yank, Black Terror e na America’s Best Comics #31 (Julho de 1949). Foi sua última participação na Era de Ouro dos quadrinhos.

1991 Miss Masque – All New Action – AC Annual #4 Janeiro

Sua criação é desconhecida, porém, Alex Schomburg e Frank Frazetta (estória) e Ralph Mayo (ilustração) foram creditados na primeira capa.
Miss Masque foi uma dos muitos personagens da Era de Ouro que renasceram pela AC Comics na década de 1990. Sua reestreia aconteceu na AC Annual #2 (1991), no qual foi revelado que foi uma das personagens que aceitou ser ‘adormecida’ até ser necessária novamente, assim como o Capitão América.
Ela se juntou ao Femforce para combater o vilão Mortalha/Shoud. Ela também se torna membro do Sentinels of Justice – grupo criado pela Americomics (AC Comics que se tornaria DC Comics) que existiu entre 1983 a 1986.
A personagem também apareceu na revista Good Girl Art Quarterly antes de ganhar uma publicação própria. A AC Comics relançou suas estórias da Era de Ouro como parte de dois títulos Golden Age Men of Mystery and Golden Age Greats.

2001 Miss Masque @ Reprodução

Em junho de 2001, Miss Masque fez sua primeira aparição na revista Tom Strong #12 em versão feita por Alan Moore para a DC Comics.
Com o nome de Mrs. Masque, ganhou novo uniforme e se tornou membro do time da SMASH. Naquele momento, tornou-se namorada de Carol Carter, a Combatente Ianque II (Fighting Spirit).

YANKEE GIRL / Lauren Mason – AC Comics – 1947

Yankee Girl é o nome de duas Super Heroínas surgidas na Era de Ouro dos Quadrinhos. A primeira era Kitty Kelly que surgiu na revista Punch Comics #1 (dezembro de 1941) e durou apenas sete exemplares.
A outra foi Lauren Mason na Dynamic Comics #23 (novembro de 1947) na editora canadense Superior Publishers. Lauren ‘renasceu’ na FemForce #29 (1990) da AC Comics, como uma dezenas de personagens da revista de 24 páginas escrita por Bill Black e desenhada por Rik Levins. Em outubro de 2003, ela ganhou revista própria Yankee Girl.

1947 Yankee Girl – Lauren Mason @ Divulgação

Nos anos 40, a jovem milionária Lauren Mason se transformava em Yankee Girl quando evocava as palavras ‘Yankee Doogle Dandy’. Força suprehumana, invunerabilidade e capacidade para voar. Nas estórias originais, ela capturou dois assassinados que mataram pessoas com veneno de gato.

1990 Yankee Girl – Lauren Mason @ Divulgação

Na década de 90 foi explicado que Lauren ganhou poderes do Mago Merlin para lutar ao lado das Forças Aliadas na Segunda Guerra Mundial. Assim como o Capitão América, entrou num sono profundo até ser ‘despertada’ na revista Femforce. Outra mudança: para se transformar na heroína, Lauren dizia as palavras mágicas ‘Karma Madre Tolon’.

2003 Yankee Girl @ Reprodução