Leslie-Lohman é o primeiro museu exclusivo para a população LGBTQIA+

Em sua apresentação, o Leslie-Lohman Museum of Gay and Lesbian Art, de Nova York diz ‘um lar para artistas, estudantes, ativistas e aliados LGBTQIA+ e um catálogo para discutir arte e viadices’.
Fundado há mais de 30 anos por Charles Leslie e Fritz Lohman, o museu possui uma coleção com mais de 30 mil objetos de Queer Art de diversas épocas e lugares.

Obra de Joan E. Biren @ Reprodução

Ele possui obras tanto de artistas consagrados quanto de outros menos conhecidos e conta com seções temáticas como a epidemia de Aids nos anos 1980.
Muito mais do que arte, o museu revela um recorte histórico da comunidade queer ao longo de décadas, em que podemos ver a evolução do movimento LGBTQIA+, muito antes da sigla existir.
A ideia em fazer um espaço destinado à esta comunidade surgiu após a revolta de Stonewall, quando a dupla percebeu a importância de expor trabalhos de artistas da comunidade em um apartamento no Soho, no ano de 1969.

Obra de Neel Bate @ Reprodução

Enquanto o projeto do museu ainda estava apenas no imaginário, Leslie e Lohman recolheram uma grande quantidade obras de vários artistas que morreram por complicações provocadas pela Aids no ápice da epidemia e tiveram seus pertences descartados no lixo por suas respectivas famílias.
Diante de tanta arte acumulada, em 1987, decidiram organizar os trabalhos para que dessa forma pudessem transformar a coleção em uma fundação.
Lutando com o preconceito com a comunidade LGBTQIA+ por parte dos vizinhos, polícia e demais autoridades, o espaço levou cinco anos para serem reconhecidos como fundação.

Gravura The Sacrifice de Andry Avinoff @ Reprodução

O reconhecimento e credenciamento oficial como museu só veio em 2016 e, atualmente, o Museu Leslie-Lohman é membro da Aliança Americana de Museus (AMM).
A instituição é financiada por doações de artistas, colecionadores e outras fundações, bem como um programa de adesão.

Museu Leslie Lohman @ Divulgação

Hoje, o museu mantém uma coleção permanente na qual apresenta obras de artistas como Andy Warhol, Tom of Finland, Robert Mapplethorpe, Berenice Abbott, Abel Azcona, David Hockney, Ingo Swann, Catherine Opie, Delmas Howe, Jean Cocteau, David Wojnarowicz, George Platt Lynes, Horst, Duncan Grant, James Bidgood, Duane Michals, Charles Demuth, Don Bachardy, Átila Richard Lukacs, Jim French, Vulcão Del LaGrace, Paul Thek, Peter Hujar, Arthur Tress, entre outros.

Museu Leslie Lohman @ Divulgação

Anote: Leslie-Lohman Museum of Art – 26 Wooster Street – New York – NY – @leslielohmanmuseum – leslielohman.org – info@leslielohman.org

(Fonte: Gay.Blog)

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.