A obra ‘O Mercado de Escravos’ de Gustave Boulanger

O Mercado de Escravos é uma pintura de 1882 feita pelo artista Gustave Boulanger. Ela descreve um leilão de escravos na Roma Antiga. No estilo Academicismo, ela mostra a venda de sete jovens escravos, desde crianças até adultos. Os homens e as três mulheres possuem aparências similares, o que , talvez, possa sugerir que fossem membros da mesma família que foram forçados a se sujeitar à escravidão devido às condições econômicas. Todos estão usando etiquetas para indicar que estão à venda. A mulher mais alta, ao fundo, está vestindo uma roupa translúcida que claramente mostra os seus seios e pelos púbicos. Ela está tentando cobrir os seus olhos, porque, talvez, os potenciais compradores incluem amigos ou vizinhos, os quais estão a vendo nua pela primeira vez. O leiloeiro almoça com uma atitude um tanto casual.
Do ponto de vista da arte do período, a pintura descreve uma cena erotizada travestida como uma pintura histórica, como era o costume em Paris na época.
Boulanger visitou a Itália, Grécia e o Norte da África e esta tela reflete a sua atenção em representar acuradamente os detalhes culturais e a sua habilidade em pintar formas femininas.