Opções de pizzas saudáveis

Jocielly Bobinsky @ Acervo pessoal

Coluna assinada pela Chef Jocielly Bobinsky – Especial para o MONDO MODA

Alimentos semelhantes já eram apreciados por civilizações antigas, como as egípcias, gregas e romanas. No Egito era costume celebrar o aniversário do faraó com um pão plano coberto por ervas. Os gregos, que faziam massas à base de farinha de trigo, arroz ou grão-de-bico e as assavam em tijolos quentes.
Mas foi em Nápoles, sul da Itália, nos anos 1600 que surgiu a primeira pizza como é hoje foi preparada. Elas eram servidas com ingredientes baratos, pois era uma receita para “matar a fome”, principalmente a da parte mais pobre da população. Normalmente, a massa de pão recebia, como sua cobertura, toucinho, peixes fritos e queijo. Foi amplamente difundida em meados do século XIX, em 1889, por um padeiro de Nápoles a serviço do rei.
(Nota do editor: em uma viagem para Nápoles na Itália, o rei Umberto I e a Rainha Magherita de Savóia queriam provar as famosas pizzas da região. O pizzaiolo Raffaele Esposito foi selecionado para criar sabores que agradassem a realeza. Então ele cobriu a massa de pizza com: tomate, queijo e manjericão, inspirado pelas cores da bandeira da Itália. Em homenagem a rainha a pizza ganhou o nome de Magherita).

Pizza com figos @ divulgação

Chegou ao Brasil da mesma forma, por meio dos imigrantes italianos no bairro paulistano do Brás que as primeiras pizzas começaram a ser comercializadas no Brasil.
Se você não abre de comer pizza e quer continuar com alimentação saudável opte por recheios com frango, queijo cottage, shitake, ricota, atum, entre outros.
Receitas saudáveis
Opção 1: Peito de frango desfiado + requeijão light
Opção 2: Cottage + mussarela light + tomate + rúcula + molho de tomate
Opção 3: Shitake + shimeji + mussarela light + molho de tomate
Pra não ressecar a massa e importante acompanhar a temperatura do forno. Mantenha entre 280 e 300 graus até derreter o queijo.