Torta Holandesa… Que não nasceu na Holanda!

Ana Barbosa @ Divulgação

Coluna assinada pela gastrônoma Ana Barbosa

Quando falamos sobre a origem de uma sobremesa, logo nos vem à mente que foi criada em algum lugar europeu e que, chegando ao Brasil, teve algum tipo de adaptação. Ou até mesmo, que uma senhorinha holandesa do século XIX, foi quem criou uma torta recheada com creme gelado à base de leite, com cobertura de chocolate e bolachas banhadas no chocolate decorando, e que de geração em geração um dia chegou ao Brasil.
Talvez algum brasileiro já tenha ido à Europa e procurado pela torta sem sucesso, porque cá entre nós: é uma delícia, não é mesmo?! E, aqui no Brasil é tão comum de encontrar.
Agora você deve estar se perguntando, mas se a Torta Holandesa não teve origem na Holanda, de onde ela é então?! E eu te respondo em letras garrafais: A TORTA É CAMPINEIRA! Sim, ela foi criada aqui mesmo em nossa cidade.
Vamos à história: em 1990, a empresária Silvia Maria do Espírito Santo, fez uma visita a vizinha de uma amiga. Foi recebida com um pavê feito com bolacha Maria em camadas alternadas com um creme branco e cobertura de ganache de chocolate. Silvia queria a receita, mas por falta de intimidade, não pediu.
Naquela época, ela era proprietária de um café situado ali na Rua Irmã Serafina (Centro de Campinas), que vendia doces e bolos. Por ter gostado muito do pavê, num certo dia, voltou para casa pensando na Torta. Queria testar a receita para servir em seu café.
O resultado: uma torta com duas camadas de bolacha, recheadas com muito creme e decoradas com outras bolachas Maria. Foi sua primeira versão com grande sucesso! Mas ainda não havia sido batizada.
Em 1989, Silvia estava na Inglaterra e passou por uma situação que mudou sua vida. Foi trabalhar como governanta na casa de uma família holandesa. Eles tinham o hábito de comer tortas assadas, ela preparou a torta gelada. Eles adoraram. Assim, sua sobremesa ganhou o nome de Torta Holandesa.
Apesar disto, algo ainda a incomodava. Quando colocadas na geladeira, as bolachas Maria que colocava em volta do doce murchavam. Num certo dia, passeando pela feira hippie no Centro de Convivência, comprou alguns tipos de bolachas a granel para testar qual seria a melhor. A eleita foi a Calipso, que nos anos 90 era fabricada pela Tostines. Foi uma das poucas que continuou a existir depois da fusão com a Nestle em 2002. Até porque é a bolacha já muito conhecida como o toque final da torta.
Apesar de ter criado a Torta, não conseguiu registrar a Patente. A justificativa dada era que, além do nome ter caído em domínio público, o fato de utilizar a palavra Holandesa – uma nacionalidade – dificultou muito o processo.
Agora que sabemos quem, onde e porque foi criada, oficialmente, é uma criação sem dono! Atualmente, encontra-se por aí, diversas versões da torta, mas a original é sempre melhor, né?!

Torta Holandesa @ Reprodução

Por conta disso, abaixo deixo aqui a receita original!

Ingredientes
200g de manteiga
200g de açúcar
3 gemas grandes
2 latas de creme de leite
1 pacote de bolachas Calipso
1 pacote de bolachas Maria
Essência de baunilha

Cobertura
375ml de leite
25g de margarina sem sal
1 colher de sopa de açúcar
125g de achocolato em pó

Modo de fazer
Creme: Bata a manteiga, as gemas e o açúcar até formar um creme branco e homogêneo. Adicione o creme de leite sem soro e bata em velocidade baixa até incorporar.
Cobertura: Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até reduzir bem e formar um creme espesso.
Montagem e finalização: Pegue o soro do creme de leite, coloque em um prato e misture uma colher de café de essência de baunilha. Molhe as bolachas Maria na mistura e disponha no fundo da forma (de fundo removível, seja forrada com um papel alumínio caso não seja antiaderente), em uma única camada – essa será a base da torta.
Distribua as bolachas Calipso em pé, ao redor da forma, com o lado do chocolate para fora. Coloque o creme e leve ao freezer por ao menos 24 horas. Retire do freezer, despeje a cobertura por cima e volte a congelar. A torta só deve sair da refrigeração horas antes de ser servida.

Sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.